quinta-feira, 20 janeiro 2022
InícioEconomiaDona Fulana chega em Blumenau com a proposta de ser uma confeitaria...

Dona Fulana chega em Blumenau com a proposta de ser uma confeitaria diferente

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_01

 

Fotos: Marlise Cardoso Jensen | Texto: Claus Jensen

Na noite de quinta-feira (28/4/16) a imprensa foi convidada para conhecer a mais nova confeitaria da cidade, localizada na Alameda Rio Branco, nº 287, onde funcionava a Loja Schwanke. Um certo jovem de cabelo com corte diferente ajudava a servir os pratos. Não era o garçom, mas um dos fundadores da Confeitaria Dona Fulana, que pretende acompanhar os primeiros dias de cada franquia nova.

 

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_09
Thiago Ribeiro (fundador), Claus Jensen (OBlumenauense), Darlene Gomes e o marido Cesar Toscan (franqueados)

 

O ambiente é jovem, moderno e tem espaço para as crianças brincarem. A Confeitaria Dona Fulana surgiu há 4 anos atrás quando o Thiago Ribeiro tinha apenas 18, e acabado de se formar no curso técnico de panificação e confeitaria do Instituto Federal de SC em Florianópolis. Blumenau marcou a história da jovem empresa, por ter a primeira franquia da confeitaria, que abriu as portas oficialmente na cidade nesta sexta-feira (29).

 

 

A inspiração do nome veio através do projeto social de um amigo em São Paulo, que criou uma padaria chamada Dona Beltrana. O faturamento do negócio ajudava a manter os custos do projeto. A empresa começou com Thiago e alguns amigos que trabalhavam com delivery, entregando tortas em casas da capital catarinense.

O aumento da demanda, e a participação em feiras gastronômicas, inclusive a de rua em Florianópolis, realizada pelo Thiago, fez a marca ficar  cada vez mais conhecida. Faz um ano e quatro meses que abriram a loja no bairro Coqueiros, em Florianópolis.

Segundo Thiago, desde o início trabalharam com doces mais elaborados, que na época faziam muito sucesso. Durante a apresentação que fez na unidade de Blumenau, ele disse que a Dona Fulana não tem clientes, mas fãs, onde um dos diferenciais é o cardápio que troca a cada três meses.

Dona-Fulana_Marta-Rocha_01
Foto: divulgação

Existem os produtos que são carros chefes e ficam, mas novos são criados inspirados na estação. Um exemplo são os chocolates quentes e outros que combinam com temperaturas baixas. Já no verão, o cardápio trabalha com frutas frescas e outras combinações levando em conta o calor.

Outro destaque são as mini tortas, que vem em formatos pequenos, pensadas para cada cliente. Elas são mais “molhadinhas” e recheadas. Antigamente elas eram vendidas por fatias, mas a aposta nas mini duplicou as vendas.  Também são vendidas várias opções de sanduíches quentes e até dois frios.

A resposta do mercado foi imediato, logo após a abertura da primeira loja, quando se formavam filas de até duas horas. Mesmo hoje, não há um final de semana sem fila para entrar. Thiago faz suas criações gastronômicas buscando novidades em viagens internacionais, publicações do gênero e através de imagens em grupos que participa. Gosta de fuçar e experimentar novas receitas.

 

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_14

 

Os empreendedores Darlene Gomes e o marido Cesar Toscan estão apostando no sucesso da marca em Blumenau. E que aposta, afinal ela tinha uma carreira estável na área comercial e ele em exportação, na empresa Plasvale de Gaspar. Segundo Darlene, ela buscava algo diferente e perceberam a oportunidade na preferência do blumenauense pelos doces. Não é difícil de perceber isso pela quantidade de padarias e confeitarias em Blumenau.

 

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_03
Mini Trio Burger

 

Nós experimentamos o Mini Trio Burger, que vem em três unidades no prato. Apesar do nome “mini”, dois deles já nos deixaram satisfeitos. Dos quatro milk shakes oferecidos, conhecemos o delicioso sabor Oreo com Leite Ninho feito a base de sorvete, com decoração de flocos de chocolates na borda. As tortas, vem porções e decoração interessante, como a da Marta Rocha.

Entre os preferidos do público, estão o Gran Gateau, tortas de sorvete e milk shakes elaborados e bem servidos, mini burgers e sanduíches prensados, sushi de churros e as famosas mini tortas personalizadas.

Já existe procura para abrir franquias da marca em Balneário Camboriú, Chapecó e até fora do Estado. Essa semana também foi aberta a segunda loja própria, no Continente Shopping em São José, na grande Florianópolis.

O horário de atendimento da confeitaria Dona Fulana é das 15h às 22h, de terça a domingo. Na segunda-feira não tem expediente. Similar à loja de Florianópolis, porém maior, com 250 metros quadrados, a Dona Fulana de Blumenau pretende no futuro abrir um espaço reservado para eventos privados, tanto sociais quanto corporativos.

 

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_04
Fabrício Theophilo Rigon Pereira (Informe Blumenau), Liliane Machado, editora chefe da TV RIC Record e amigos da imprensa

 

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_07

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_06

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_05

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_11

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_10

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_13

Dona-Fulana_Blumenau_28-4-16_08

Ana Paula Ruschel (Oficina das Palavras) e Marlise C. Jensen (OBlumenauense)
Ana Paula Ruschel (Oficina das Palavras) e Marlise C. Jensen (OBlumenauense)

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS