domingo, 24 outubro 2021
InícioAplicativoSistema vencedor do Hackathon #Desenvolve SC 2019 pretende reduzir falta a consultas...

Sistema vencedor do Hackathon #Desenvolve SC 2019 pretende reduzir falta a consultas médicas

 

 

Equipes se reuniram na sexta-feira (18/10), e trabalhos seguiram até domingo | Foto: Mauricio Vieira / Secom

 

Um sistema para reduzir o número de pacientes faltantes em consultas médicas agendadas pelo SUS. Essa foi a solução vencedora da edição 2019 do Hackathon #Desenvolve SC. A ferramenta faz o cruzamento de informações em diferentes bancos de dados para traçar um perfil dos usuários que faltam às consultas da rede pública e poderá ser adotada pelo Governo de Santa Catarina. Soluções na área de educação ficaram na segunda e terceira colocação da maratona de desenvolvimento tecnológico e também podem ser usadas pelo Estado.

O secretário da Administração, Jorge Eduardo Tasca, explica que o Hackathon #Desensolve SC, que ocorreu neste fim de semana no Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc), em Florianópolis, é uma oportunidade importante para melhorar os serviços prestados aos cidadãos. “Agora, passamos a estreitar a parceria entre os idealizadores das soluções tecnológicas vencedoras e a equipe do Ciasc, que fará a adaptação dos sistemas para a realidade do estado e indicará se as soluções são eficazes ou precisam ser reajustadas”, explicou.

Em Santa Catarina, o absenteísmo representou cerca de 30% dos agendamentos pelo SUS em 2018, o que representa mais de 40 mil pacientes faltantes. “Se os gestores da Saúde pudessem antever as faltas, seria possível reordenar os atendimentos, diminuindo o tempo de espera de outros usuários e evitar a ociosidade de profissionais. O Estado e o cidadão seriam beneficiados”, disse o secretário de Saúde Helton de Souza Zeferino.

 

Equipes se reuniram na sexta-feira, 18, e trabalhos seguiram até domingo | Foto: Mauricio Vieira / Secom

 

Jogo interativo e aplicativo para ajudar estudantes e gestores na área de educação

Além dessa ferramenta para a área da saúde, outras duas soluções tecnológicas para resolver desafios na educação também serão analisadas para serem implementadas no estado. Uma delas, que ficou em segundo lugar na maratona tecnológica, trata da orientação dos estudantes para escolha do currículo do Ensino Médio. A equipe apresentou um jogo interativo que estimula o aluno a definir as disciplinas que irão compor o currículo escolar, de acordo com um questionário que aponta as preferências pessoais e o rendimento escolar.

 

Foto: Mauricio Vieira / Secom

 

Um sistema de gestão para otimização de rotas de transporte escolar ficou em terceiro lugar no Hackathon #Desenvolve SC. O aplicativo, direcionado a gestores da educação da rede pública de ensino, usa diferentes informações para mapear as rotas e gerar um custo por quilômetro rodado. A ferramenta poderia ser usada pela Secretaria da Educação para propor a melhor forma de contratar o serviço.

 

Evento também incentiva desenvolvimento de empresas de tecnologia

O Hackathon #Desenvolve SC começou na sexta-feira (18), e finalizou neste domingo, 20, com a premiação das equipes vencedoras. Promovido pela secretaria de Estado da Administração em conjunto com o Ciasc, secretarias da Saúde e Educação, Fapesc, Via Ufsc e outras instituições apoiadoras, o evento reuniu mais de 200 pessoas.

“A ideia de premiar as melhores soluções, apresentadas em formas de produtos, é uma forma de incentivar a participação no evento e de fomentar o desenvolvimento de startups e empresas de tecnologia no estado” disse o presidente do Ciasc, Sergio André Maliceski, durante a cerimônia de premiação das três equipes vencedoras. Elas receberam premiações em dinheiro, sendo R$ 7 mil para o primeiro lugar, R$ 4,5 mil para o segundo, e R$ 2,5 mil para o terceiro colocado. Além disso, os três primeiros colocados ganharam serviços e espaços de armazenamento de dados.

“É um privilégio ter vindo participar desse desafio e perceber como Santa Catarina é um estado inovador”, disse Gustavo Rocha Pereira de Souza, que veio do Espírito Santo e atuou como programador da equipe vencedora.

 

Por Krislei Oechsler, da Secretaria de Estado da Administração – SEA

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS