domingo, 18 abril 2021
Início Geral Sala de Situação monitora níveis de rios em tempo real

Sala de Situação monitora níveis de rios em tempo real

 sala Epagri Ciretran

A partir da esquerda: Nelso Figueiró, gestor do contrato ANA na Epagri/Ciram; Guilherme Miranda, coordenador da Sala de Situação; Edson Silva, Gerente da Epagri/Ciram; Hessmann, Figueiredo, Spies e Hobus

Nesta quinta-feira, 7 de novembro, aconteceu a solenidade de inauguração da Sala de Situação para Evento Hidrológicos Extremos. O evento contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o Presidente da Epagri Luiz Hessmann, o Secretário de Defesa Civil Milton Hobus e o Secretário-adjunto da Agricultura e da Pesca Airton Spies. A Sala é resultado de um convênio entre a Epagri/Ciram e a Agência Nacional de Águas (ANA).

A Sala de Situação é uma estrutura física, montada na sede da Epagri/Ciram, em Florianópolis, que conta com computadores, monitores de 52 polegadas e outros equipamentos que servem para monitorar em tempo real os níveis de rios e de chuva em 9 bacias hidrográficas de Santa Catarina. A Sala é operada por uma equipe da Epagri/Ciram formada por um hidrólogo, um meteorologista, um oceanógrafo e uma técnica em meteorologia.

As informações provenientes desse monitoramento servem para promover ações destinadas a prevenir ou minimizar os efeitos de estiagens e inundações. A estrutura, que vinha funcionando em fase de testes desde abril, passou por sua principal prova em setembro, quando fortes chuvas atingiram o Estado. Graças à ação conjunta da Epagri/Ciram e Defesa Civil foi possível monitorar os níveis dos rios, evitando maiores prejuízos e até mortes.

Durante a inauguração o Presidente da Epagri lembrou que a estrutura da Sala de Situação é enxuta, mas fornece informações preciosas aos catarinenses. “Cada vez mais o governo tem cobrado a otimização das informações geradas pela Epagri/Ciram”, ressaltou Hessmann. Esse discurso foi endossado por Horácio Figueiredo, Chefe de Gabinete da ANA, que compareceu à inauguração. Segundo ele, é impossível para o governo federal assumir o monitoramento de toda a rede hidrológica nacional, por isso a parceria com os Estados é fundamental.

Para o Secretário-adjunto Airton Spies a Sala de Situação representa uma ação certa, na direção certa e com grande impacto. Ele citou o setor agrícola como outro grande usuário das informações geradas pela Sala de Situação, já que ela também vai monitorar estiagens. O Secretário da Defesa Civil ressaltou o volume de investimentos que vem sendo feito pelo Estado, em tecnologia e em obras estruturantes, para evitar a ocorrência de desastres naturais.

via Epagri/Ciretran

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS