sábado, 8 maio 2021
Início Economia Receita de serviços em Santa Catarina tem segunda maior alta do país

Receita de serviços em Santa Catarina tem segunda maior alta do país

A receita catarinense de serviços cresceu 12,6% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Novamente, Santa Catarina teve a segunda maior alta do país. Em 2013, a receita nominal do Estado subiu 11,5%. Os dados são da pesquisa divulgada nesta quarta-feira, dia 19, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos serviços prestados às famílias no ano passado, o crescimento foi de 8,4%; serviços de informação e comunicação – a terceira mais alta do Brasil – com 10%; serviços profissionais, administrativos e complementares, 5,3%; nos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio houve aumento de 16% – a segunda maior alta do país nesse quesito; e outros serviços, 12,2% – com o maior crescimento nacional.

O Estado, no acumulado de 12 meses, saltou de 9,2%, em janeiro de 2013, para 11,5% em dezembro de 2013, com crescimento de 2,3 pontos percentuais. Em contrapartida, no Brasil houve queda de 9,8% para 8,5%.

Para a Federação de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio SC), enquanto no Brasil ocorre uma desaceleração no setor de serviços, em Santa Catarina, ainda vivenciamos um cenário de crescimento acelerado.
De maneira geral, tanto os serviços no país quanto no Estado continuam crescendo em ritmo elevado. Resultado baseado no continuado crescimento da renda das famílias, que direcionam mais o seu orçamento para o setor de serviços. Fator que, aliado à forte inflação dos serviços, faz com que a receita do setor continue em expansão.

No Brasil

O setor de serviços registrou no Brasil um crescimento nominal de 8,4% em dezembro de 2013 na comparação com igual mês do ano anterior, taxa inferior às registradas em outubro e novembro (ambas com 8,8%).

Os serviços prestados às famílias variaram 9,5%; os serviços de informação e comunicação, 7%; os serviços profissionais, administrativos e complementares, 6,7%; transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, 11,5%; e outros serviços, 6,7%. O crescimento nominal acumulado nos 12 meses de 2013 ficou em 8,5%, mesmo patamar das taxas registradas desde abril.

Destaque para transportes aquaviários

Em 2013, o segmento transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio acumulou o maior crescimento (10,8%), com destaque para os transportes aquaviários (18%) e aéreo (16,8%).

Os serviços prestados às famílias acumularam alta de 10,2%. Os serviços de alojamento e alimentação cresceram 10,6%. Já os serviços profissionais, administrativos e complementares cresceram 8,1% em 2013, os serviços de informação e comunicação, 6,9%, e outros serviços, 5,9%.

via FECOMÉRCIO

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS