sábado, 23 outubro 2021
InícioGeralMorre o ator Luis Gustavo, aos 87 anos

Morre o ator Luis Gustavo, aos 87 anos

Ele enfrentava um câncer no intestino e não resistiu às complicações da doença neste domingo (19/09).

Mais uma triste perda no meio artístico brasileiro foi registrada neste domingo (19/09/21). O ator Luis Gustavo, de 87 anos, não resistiu às complicações de um câncer de intestino e veio a falecer em sua casa na cidade de Itatiba (SP). Ele estava em tratamento contra a doença desde 2018.

Luis Gustavo Sánchez Blanco nasceu em 2 de fevereiro de 1934 na cidade de Gotemburgo, na Suécia. Filho de pais espanhóis, ele chegou ao Brasil ainda criança e adotou São Paulo como o lugar para criar suas raízes.

Casado com Cris Botelho,  era pai de Luis Gustavo Vidal Blanco, fruto de seu relacionamento com Heloísa Vidal, e de Jéssica Vignolli Blanco, fruto do casamento com a atriz Desireé Vignolli (in memoriam) e avô de Marina Hoagland Blanco Buzzone. Os atores Tato Gabus Mendes e Cássio Gabus Mendes, grandes referências artísticas, são seus sobrinhos.

O artista brilhou na teledramaturgia e nos palcos brasileiros, sendo um dos precursores na televisão. O início da carreira foi na telinha foi extinta TV Tupi como contrarregra, levado pelo cunhado, o autor Cassiano Gabus Mendes. Tatá, como era chamado pelos mais próximos, marcou seu nome de vez na história da televisão ao protagonizar “Beto Rockfeller”, em 1968, que revolucionou o folhetim brasileiro.

Dentre os personagens mais marcantes o costureiro Ariclenes Almeida/Victor Valentin em “Ti Ti Ti” (1985) e Vanderlei Mathias, o Vavá, no programa “Sai de Baixo”, ambos já da TV Globo. Na emissora esteve em inúmeras novelas, sempre em papéis inesquecíveis, como “Anjo Mau” e “Duas Vidas”, em 1976, “Te Contei?”, em 1978, “Elas por Elas”, em 1982, “O Salvador da Pátria”, em 1989, “Mico Preto”, em 1990, “O Mapa da Mina”, em 1993, “O Beijo do Vampiro”, em 2002, “Começar de Novo”, em 2004, “O Profeta”, em 2006, “Três Irmãs”, em 2008″, “Cama de Gato”, em 2009, “A vida da gente”, em 2011, “Joia Rara”, em 2013, e “Êta Mundo Bom!”, em 2016.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS