domingo, 19 setembro 2021
InícioEducaçãoEstudantes aproveitam as férias para fazer intercâmbio

Estudantes aproveitam as férias para fazer intercâmbio

Estudantes

Para muitos estudantes, o período de férias é sinônimo de praia e descanso, mas para outros, esta é a época ideal para fazer um intercâmbio. Jovens que estão no ensino médio deixam a folga de lado para participar de cursos de idiomas no exterior. A professora da Escola Barão do Rio Branco e coordenadora do Barão Idiomas, Camila Borini, afirma que esta experiência é essencial para a perfeita percepção da língua estrangeira. “Ao lidar 24 horas por dia com o idioma é possível conquistar a fluência mais rápido”.

Em janeiro, alguns estudantes da Escola Barão embarcam para estudar inglês durante 20 dias no Canadá. Os intercambistas, que têm idades entre 15 e 16 anos, ficarão hospedados em casas de família, onde podem aprender a rotina e a cultura das mais diferentes nacionalidades. “A partir do momento que se faz um intercâmbio, o mundo se transforma em um lugar menor. O estudante aprende a conviver com uma família que não é a sua e com vários colegas do mundo inteiro. Percebe que somos apenas diferentes, que não há cultura certa ou errada”, afirma a professora. A Barão oferece o intercâmbio de estudos em parceria com as agências Primundo e World Study.

Alguns estudantes ganham a oportunidade de estudar no exterior através de bolsas de estudo. Ainda em janeiro, jovens embarcam para a Alemanha através do Projeto Pasch, do Ministério das Relações Exteriores e do Governo Alemão em parceria com Goethe-Institut, Instituto Cultural da República Federal da Alemanha. Para conquistar a bolsa, os estudantes participaram de aulas preparatórias durante todo o ano de 2013 e ainda realizaram concorridas provas eliminatórias. Jaqueline Isabell Rachor estuda alemão desde a infância e foi uma das aprovadas pelo Goethe-Institut. A estudante viaja para Frankfurt para aprimorar a língua estrangeira e realizar um intercâmbio cultural. “Estas três semanas serão inesquecíveis. Esta bolsa me ajudará muito no meu futuro profissional e intelectual”, afirma.

 via Oficina das palavras | Texto: Martha Kienast | Foto: Udel (www.udel.edu)

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS