sábado, 29 janeiro 2022
InícioEventosEquipe de Blumenau conquista ouro no Desafio Robótica na Indústria, em Brasília

Equipe de Blumenau conquista ouro no Desafio Robótica na Indústria, em Brasília

Alunos desenvolveram robô inspirado em tecnologia espanhola, adaptada para cumprir as missões propostas no Desafio. | Foto: José Somensi

 

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) reconheceu nesta sexta-feira (27/07/18) os estudantes do SESI que venceram o Desafio Robótica na Indústria, realizado no dia 7 de julho, em Brasília. A equipe Tech Maker, do SESI de Blumenau, foi a medalhista de ouro na prova individual. O desafio foi composto por missões contextualizadas em oito segmentos da indústria. Os times projetaram e programaram robôs para realizarem as missões em desafios individuais e colaborativos.

A proposta do Desafio consistia no estímulo à prática de robótica contextualizada ao mundo do trabalho junto às escolas do SESI, desenvolvendo novas habilidades e competências dos participantes. “A gente coloca em prática conceitos teóricos e técnicos e competências essenciais para o trabalhador do século 21. Conseguir que eles entendam as principais competências de relacionamento, trabalho em equipe resolução de sistemas complexos é muito importante para que eles sejam profissionais completos para a indústria“, afirmou o professor Thiago Bettega Linares.

A equipe é composta pelos estudantes Ana Laura Soethe Chagas, Andre Augusto Gacitua Toloza Wostehoff, Guilherme Luis Soares e Pedro Soethe Chagas, e durante a preparação para o torneio eles visitaram a BN Papéis. “Foi um grande aprendizagem para nós, agregou muito a visita a BN Papeis, descobrimos como funciona a produção de celulose e papel. Nosso robô utiliza tecnologia diferenciada, é uma célula de poder, como se fosse um cérebro. Nosso robô foi inspirado numa tecnologia espanhola e adaptamos ao nosso projeto”, afirmou Guilherme.

A coordenadora de educação do SESI, Maria Tereza Hermes Cobra, falou sobre a educação maker que o SESI vem implantando em seus programas educacionais. “Iniciamos a oferta em 2017, após estudo de tendências educacionais que vem alterando modelos em todo o mundo, que trazem a aproximação do mundo do trabalho com o mundo da educação a partir do trabalho ‘mão na massa'”, explicou. Quem participa hoje, se matricula em oficinas pedagógicas no contra-turno escolar. O Espaço de Educação Maker é oferecido em Blumenau, Pinhalzinho, Joaçaba, Xanxerê, Joinville, Lages, São José do Cedro e Rio do Sul. Este ano, mais de 2,2 mil matrículas já foram registradas em educação maker. Conheça mais sobre o espaço maker clicando aqui.

Fonte: Fiesc

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS