domingo, 17 outubro 2021
InícioAnimaisEm uma semana, são registrados 3,5 mil casos de ataques de água-viva

Em uma semana, são registrados 3,5 mil casos de ataques de água-viva

agua-viva_areia
Foto: Yael Berri

 

Para quem está veraneando no sul de Santa Catarina, deve ter cuidado em dobro, porque o Corpo de Bombeiros registrou 3,5 mil casos de queimaduras por Águas Vivas na última semana. Durante o verão acontece a reprodução dos animais, aumentando a presença delas, inclusive por causa dos filhotes.

Segundo os biólogos, desde o ano passado o excesso de calor tem deixado a água muito quente, fazendo que as Águas Vivas se aproximem mais do litoral, atingindo áreas onde estão os banhistas.

O maior índice de ataques se concentrou em 5 praias localizadas entre Passo de Torres e Balneário Rincão. Nesta última, aconteceram 280 atendimentos médios por dia, mas os bombeiros informaram que em todas as praias, houveram dias em que foram registrados 600 casos de queimaduras na pele.

Entre as sensações mais relatadas pelas vítimas, são de um choque, acompanhada de dor forte, parecido com uma água quente na pele. Os bombeiros recomendam primeiro procurar um atendimento dos profissionais, que primeiro realizam uma limpeza superficial com vinagre, raspando com um palito ou as costas de uma faca pra retirar os tentáculos e evitar que mais toxinas sejam liberadas.

Mesmo que o maior número de ocorrências tenha acontecido no sul do Estado, é importante ficar atento em todo litoral catarinense. Além do mar, também é importante lembrar que muitas Águas Vivas acabam sendo levadas às margens da praia e continuam sendo perigosas.

Fonte: G1/SC

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS