domingo, 9 maio 2021
Início Geral Contas bancárias do prefeito de Penha são desaprovadas pelo Ministério Público de...

Contas bancárias do prefeito de Penha são desaprovadas pelo Ministério Público de SC

Atendendo parecer do Ministério Público de Santa Catarina, o Juízo da 68ª Zona Eleitoral, mesmo tendo o Cartório Eleitoral se manifestado pela aprovação das contas de campanha, desaprovou as contas do candidato Aquiles José Schneider da Costa, prefeito eleito no pleito de 2020. Conforme constatou o Promotor de Justiça Pablo Inglêz Sinhori, mais de 80% das doações de pessoas físicas foram de servidores comissionados ou agentes políticos do município, configurando o recebimento de recursos de fonte vedada.

O Promotor de Justiça destacou no parecer que a campanha do prefeito recebeu a doação de 16 servidores em cargos ou funções comissionadas, totalizando R$82 mil. “Ao receber, de forma consciente e voluntária, expressiva quantia monetária proveniente de servidores que nomeou livremente para exercerem cargos que lhe são subordinados na pessoa jurídica município de Penha, o candidato, posto que indiretamente, captou recursos de forma ilícita, já que parte considerável dos vencimentos dos servidores está retornando à esfera pessoal do candidato”, explicou.

Além disso, houve a doação para a campanha de mais R$11 mil por dois servidores efetivos. “Tais fatos, vale dizer, afrontam, para além da legislação eleitoral, princípios constitucionais que são a base da administração pública, como a legalidade, a impessoalidade e a moralidade”, afirma Sinhori.

A decisão é passível de recurso. O Promotor de Justiça Eleitoral destaca que, a partir da desaprovação das contas, poderá ajuizar uma ação judicial eleitoral para averiguar se houve captação ilícita de recursos na campanha. O resultado da ação pode levar à cassação da chapa vencedora da última eleição.

Fonte: Ministério Público de SC

MAIS LIDAS