sábado, 16 outubro 2021
InícioEventosConheça algumas das 40 opções que você irá encontrar no Sabores de...

Conheça algumas das 40 opções que você irá encontrar no Sabores de Santa Catarina

 

 

Por Claus Jensen, com fotos de Marlise Cardoso Jensen

A proposta do evento Sabores de Santa Catarina já diz tudo, encontrar o melhor prato produzido ou com ingredientes de nosso estado. O lançamento foi na noite de terça-feira (30/07/19) no camarote da Eisenbahn no Setor 4, reunindo autoridades, convidados e imprensa. Em mesas espalhadas ao longo do espaço, expositores ofereceram algumas das 40 opções que ficarão disponíveis entre os dias 2 e 4 de agosto. Era a oportunidade para fotografar e degustar.

 

 

Eduardo Evers, do (Boteco) Doce São Jorge, participou de todas as três edições. No ano passado, também estava oferecendo carnes de frango e porco, mas 2019 ficará somente com a parte de doces. O foco serão tortas regionais como a tradicional alemã e o cheesecake, além do café expresso.

 

 

Da região serrana vem o pinhão através de pratos como o entrevero e a paçoca feitos com essa tão apreciada semente da araucária. Jefreson Simas é proprietário da Entrevero Blumenau, uma empresa que trabalha mais com eventos e confraternizações. Esse será o primeiro evento aberto ao público.

“Nós fazemos o entrevero no formato rústico, em que você realmente consegue degustar o sabor das carnes. Nossa receita leva dez ingredientes, coração de frango, calabresa, bacon, cebola, carnes suínas e bovinas, pimentões das três cores e o pinhão”, explica Simas. A paçoca leva basicamente os mesmos ingredientes, além do tomate. Eles tem um fornecedor direto da região serrana que já manda o pinhão descascado, facilitando a operação. Aliás quem quiser vai poder comer direto a semente cozida.

 

 

 

O chef alemão Heiko Grabolle, virá com a linha de spätzle do restaurante Senac Blumengarten. Além de participar de todas as edições, o Senac sempre entrou como patrocinador. “O spätzle já é um prato muito difundido em Santa Catarina. Serão cinco sabores, o Ituporanga, cidade da cebola, o goulash e a linguiça Blumenau, o kraeuterkaese (queijo fundido com ervas) de Pomerode, o molho de queijo de Treze Tílias. Esse ano teremos a porção normal de uma refeição e a Kids, menor”, comenta Grabolle.

Ele lembra que esse evento é totalmente diferente da Oktoberfest, Sommerfest ou Natal; por estar focado na variedade gastronômica de Santa Catarina. Grabolle destaca que o Senac está presente em todo estado e a escolha do spätzle foi o “macarrão” para atender toda família.

 

 

 

Otávio Greuel é diretor da bebidas Max Wilhelm, uma empresa de 94 anos com sede no bairro Itoupava Central. A indústria produz mensalmente 120 mil pacotes e disputa o mercado de refrigerantes com a Coca-Cola e a Ambev. “Nosso produto mais conhecido é a Laranjinha e neste ano relançamos a tubaína, que tem crescido muito no Brasil. Também lançamos os sucos de uva, maracujá e o Ice Jabuticaba, este último inédito no país. Temos nossos produtos diferenciados e o carinho do povo catarinense que sempre nos prestigia”, destaca o executivo. A Tubaína de guaraná é bem saborosa e lembra aos cinquentões o tempo de infância.

 

 

 

Um Pesque e Pague muito tradicional de Blumenau também estará participando do evento. O Recanto Divisa, como o nome sugere, fica próximo da divisa com Indaial, às margens da BR-470. Gabriela Belz destaca que os produtos serão baseados no filé de tilápia, tudo produção própria. São desde o pastel (que tem palmito), coxinha, o peixe frito e o X-Peixe acompanhado de polenta.

O objetivo do evento, de acordo com o presidente da Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec), Richard Steinhausen, é poder aproveitar o que o estado oferece na gastronomia e valorizar o que é produzido aqui.

 

Ulysses Kreutzfeld, sócio da Seu Porco e Bier Vila

 

A tradição da carne suína foi a proposta da “Seu Porco”, que é uma casa nova na cidade, mas tem os mesmos sócios do Bier Vila junto com Richard Ricelle. “O consumo da carne suína em Santa Catarina é um dos mais elevados do Brasil, até pela cultura. Aqui o público encontra a porchetta romana a pururuca de duas formas, em sanduíche e com batatinhas assadas na própria gordura da iguaria. Quem quiser, pode ainda acrescentar um queijo raclette”, destaca o chef.

 

 

Outra opção é o bretzel, um tipo de pão assado e entrelaçado muito popular entre as populações de língua alemã, podendo ser doce ou salgado. Fernanda Bona, da empresa Brotland, disse que usam uma receita da Alemanha para fabricar o produto em Blumenau. Eles também irão oferecer a focaccia de fermentação natural e vários pães italianos tradicionais, como sabores e recheios. É a segunda vez que a empresa participa do evento e disse que ficou muito satisfeita com o retorno em 2018. “Foi bem bacana, tivemos um público bem interessante”, disse Bona.

 

Leandro (Índio) Silva, superintendente do distrito da Vila Itoupava ; e Marcelo Greuel, presidente do Parque Vila Germânica e Secretário do Turismo e Lazer

 

Marcelo Greuel, presidente do Parque Vila Germânica, destaca que o evento mostra a pujança da gastronomia de Blumenau, e que através dela, o turismo é um sucesso absoluto. “Essa terceira edição vem complementar as outras com novas ideias e projetos. Nós temos certeza do sucesso desse evento que mostra uma gastronomia ampla, muito mais do que às vezes a própria cidade conhece. É um forma de valorizar não só para o turista, mas ao morador”.

 

 

Pelo terceiro ano seguido, a Feirinha da Servidão estará presente com a participação de 54 feirantes. “Nós gostamos muito do evento porque valoriza o que é catarinense. Temos vários empreendedores da região com uma diversidade de produtos que abrangem vários segmentos. São desde a gastronomia como o chocolate e a bolachinha, até moda, decoração, entre outros”, comentou Diego Lottin, da Microponto Produções, responsável pela organização da Feirinha.

 

 

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS