sábado, 8 maio 2021
Início Tecnologia Blumenau teve cinco destaques no Prêmio Inovação Catarinense

Blumenau teve cinco destaques no Prêmio Inovação Catarinense

Os três primeiros lugares nas 11 categorias receberam, além da homenagem, R$ 15 mil, R$ 10 mil e 5 mil.

O Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer, entregue em uma cerimônia on-line nesta terça-feira (27/04/21), foi uma oportunidade para reconhecer pessoas, empresas e instituições do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) de Santa Catarina. Os três primeiros lugares nas 11 categorias receberam, além da homenagem, R$ 15 mil, R$ 10 mil e 5 mil.

O prêmio, que está em sua 8ª edição, é organizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), que está vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (SDE). O secretário da SDE, Luciano Buligon, disse durante a cerimônia que o ecossistema de CTI do Estado tem sido um dos cases mais exitosos do Brasil.

“Mas só é possível a concretização do ecossistema e o seu êxito por conta de pessoas, de pessoas que inovam, pessoas que, mesmo durante a pandemia, têm uma capacidade de resiliência, de solidariedade e de transpor, com muita dor e com muita solidariedade, esse momento difícil e continuar inovando. Por isso, esse prêmio é sem dúvida a melhor forma de difundir a inovação em Santa Catarina”, afirmou.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, disse estar sensibilizado com as consequências da pandemia e afirmou que o prêmio é uma forma de reconhecer as pessoas e as organizações que têm enfrentado os desafios cotidianos. “Apesar das adversidades, as pessoas têm conseguido inovar em suas áreas, solucionar problemas, gerar pautas positivas e prosperidade para o Estado. A Fapesc, junto com a SDE, executa a política catarinense de CTI. Dentre suas atribuições legais, está a aproximação dos agentes e dos atores do ecossistema, o fomento das ações em prol do desenvolvimento regional, mas também reconhecer a inovação e os inovadores do nosso estado.”

Amauri Bogo, Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapesc, lembrou da importância do papel social da fundação. “Estamos distanciados, mas não desconectados. A Fapesc está sempre inovando, em parceria com a SDE, fazendo seu papel no ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação. Hoje, junto com este papel em CTI, estamos cumprindo com o papel social de valorização dos atores que contribuíram direta ou indiretamente.”

Confira a lista dos vencedores

Agente da Inovação
– 1º lugar: Paulo Cesar Lock Silveira (Unesc) (Criciúma)
– 2º lugar: Régis Henrique Gonçalves e Silva (UFSC) (Florianópolis)
– 3º lugar: Cláudio Alcides Jacoski (Unochapecó) (Chapecó)

Professor Inovador
– 1º lugar: Carlos Rutz (Escola Estadual Básica Bom Pastor) (Chapecó) }
– 2º lugar: Paulo Barral de Hollanda Gomes Vieira (Furb) (Blumenau)
– 3º lugar: Rodrigo Barichello (Unochapecó) (Chapecó)

Jovem Inovador
– 1º lugar: Daniel Verdi do Amarante (IFC) (Rio do Sul)
– 2º lugar: Camila Vanin e Netaly Ghidolin Conte (Escola Estadual Básica Bom Pastor) (Chapecó)
– 3º lugar: Jean Claude Rossa e Sandro Altenhofen Junior(Escola Estadual Básica Bom Pastor) (Chapecó)

Projeto Acadêmico Inovador
– 1º lugar: Kamili Guimarães da Silva e Marcelo Loch (UniSATC) (Criciúma)
– 2º lugar: Gustavo Serpa (Furb) (Blumenau)
– 3º lugar: Larissa Sobolewski Magassy Baptista e Manoela Karolina Ribeiro Santos (UFSC) (Florianópolis)

Inventor independente
– 1º lugar: Sebastião Luiz Vieira (Blumenau)
– 2º lugar: Silvia de Souza Vaccari (Chapecó)

Empresa Inovadora
– 1º lugar: Termotécnica (Joinville)
– 2º lugar: Aquarela Inovação Tecnológica do Brasil (Florianópolis)
– 3º lugar: Betha Sistemas (Criciúma)

ICT Inovadora
– 1º lugar: Agência de Inovação Tecnológica AGIT (Furb) – AGIT Furb (Blumenau)
– 2º lugar: Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (SATC) (Criciúma)
– 3º lugar: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa Suínos e Aves (Concórdia)

Inovação em produto
– 1º lugar: Playmove Indústria e Comércio (Blumenau)
– 2º lugar: Dayback Energy (Florianópolis)
– 3º lugar: Brasilrad – Consultoria em Radioproteção (Florianópolis)

Inovação em Serviço ou Processo
– 1º lugar: Metalúrgica Riosulense (Rio do Sul)
– 2º lugar: BRF (Chapecó)
– 3º lugar: Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) (Florianópolis)

Inovação de Impacto Socioambiental
– 1º lugar: Kêmia Fabricação de Equipamentos para Tratamento de Efluentes (Chapecó)
– 2º lugar: Sulgesso Indústria e Comércio (Imbituba)
– 3º lugar: Eco Têxtil Indústria e Comércio de Máquinas Recicladora Têxtil (Luzerna)

Governo Inovador
– 1º lugar: Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc) (Florianópolis)
– 2º lugar: Município de Itajaí
– 3º lugar: Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) (Florianópolis)

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS