quinta-feira, 13 maio 2021
Início Geral 2013 foi um ano de muitas ações na área de imunização em...

2013 foi um ano de muitas ações na área de imunização em Santa Catarina

injeção

O calendário de vacinação infantil foi ampliado e as campanhas foram bem-sucedidas em número de pessoas vacinadas.

A introdução da vacina tetraviral – que protege contra sarampo, rubéola, caxumba e varicela – representou um grande avanço para a cobertura vacinal de SC. A campanha de vacinação contra a gripe atingiu as metas de cobertura preconizadas pelo Ministério da Saúde em todos os grupos de maior risco para Influenza (crianças, indígenas, gestantes, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis). “Vacinamos 92,4% do público-alvo da campanha. Foi o Estado brasileiro com o maior percentual de imunização”, ressalta Eduardo Macário, diretor de Vigilância Epidemiológica.

Outro sucesso foi a campanha contra a poliomielite, com cobertura vacinal de 98,4% das crianças menores de cinco anos. “Essa é uma grande vitória para Santa Catarina. Nosso sistema de imunização é tão bom que nossas crianças dificilmente ficam doentes”, lembra a secretária de Estado da Saúde, Tânia Eberhatrdt.

Também ano passado, todas as cidades catarinenses tiveram monitoramento rápido de coberturas das vacinas Meningo C, contra a meningite, e Pneumo 10, que protege contra dez sorogrupos de pneumococos. No monitoramento rápido, profissionais de saúde visitam as comunidades para verificar se a caderneta de vacinação infantil está em dia.

Para ampliar o acesso da população às vacinas e contribuir para melhores coberturas de rotina e campanhas, a SES credenciou 83 novas salas de vacina – 48 privadas e 35 públicas. A secretaria capacitou 269 profissionais para atuarem em salas de vacinação nas redes pública e privada, e também 34 profissionais para realizarem o teste PPD, para o diagnóstico da tuberculose, e para aplicação da vacina BCG, que protege contra a doença.

via Secretaria de Estado da Saúde | Ana Paula Bandeira

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS