terça-feira, 11 maio 2021
Início Economia Trabalhadores podem pedir revisão de saldos do FGTS

Trabalhadores podem pedir revisão de saldos do FGTS

carteira de trabalho

Todo cidadão que trabalhou com carteira assinada entre 1999 e 2013 pode entrar com ação judicial para pedir a correção dos saldos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A diferença percentual entre o valor recebido e o valor correto, varia de 60% a 80%, dependendo dos meses e dos anos trabalhados. Em 2013, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS, como inconstitucional e ilegal. Diante disso, os trabalhadores que contribuíram no período têm direito à revisão de saldos, já que a correção monetária ficava abaixo do valor da inflação. “Em outras palavras, isso quer dizer que o cidadão, caso tenha retirado o FGTS não recebeu o valor devido, reduzindo o seu poder de compra. Nesses 14 anos, aqueles que tiveram suas carteiras assinadas e contribuíram com o Fundo, portanto, deixaram de ganhar”, explica o advogado Marlon Tafner.

Independente de ter conquistado a aposentadoria, retirado o FGTS ou acumulado os valores, os trabalhadores têm direito a receber essa diferença. “Para entrar com a ação, o trabalhador deve ter em mãos os extratos do FGTS no período retirados junto à Caixa Econômica Federal, RG, CPF, comprovante de residência, depois basta procurar um advogado especialista para dar encaminhamento ao processo”, diz Tafner. Vale reforçar que o FGTS foi criado em 1966 para proteger o trabalhador demitido sem justa causa. O Fundo de Garantia é uma conta onde o empregado deve depositar mensalmente 8% do salário, mais atualização monetária e juros.

Camile Magalhães | Oficina das palavras:

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS