quarta-feira, 27 outubro 2021
InícioGeralSegue indefinida a situação do transporte coletivo em Blumenau

Segue indefinida a situação do transporte coletivo em Blumenau

 

Na assembleia desta manhã de terça-feira (22), o trabalhadores do transporte coletivo deixaram claro, através do Sindetranscol, que só voltam a trabalhar quando receberem o pagamento do 13º salário. Durante a tarde, houve nova assembleia; mas as negociações entre trabalhadores, líderes sindicais, empresas, prefeitura e judiciário, não avançaram.

O Ministério Público do Trabalho chegou até a sugerir uma proposta, em que todo o dinheiro arrecadado nas catracas fosse diretamente destinado ao pagamento do 13º, desde que os trabalhadores voltassem às atividades. O sindicato rejeitou a proposta.

Nesta quarta-feira(23), outra assembleia está agendada para às 11h no Caça e Tiro Blumenauense. O sindicato tentará engajar todos os funcionários da Rodovel à paralisação, já que uma parte aceitou a proposta patronal e estava trabalhando. Dos 60 ônibus que fazem parte da frota, 18 estavam atendendo a comunidade.

Também não adiantou a prefeitura acionar o Ministério Público do Trabalho de SC, exigindo que se respeitasse a legislação de greve, garantindo que pelo menos 30% da frota voltasse a operar. Além disso, o Consórcio Siga e as empresas Nossa Senhora da Glória e Verde Vale foram notificadas via Procon, baseados no princípio de estarem ferindo o direito de ir e vir do consumidor.

Mas o que adianta a direção da empresa querer prestar o serviço se os trabalhadores estão agindo de acordo com a orientação do sindicato da categoria? De qualquer forma, a prefeitura tentou garantir de forma legal a volta do transporte coletivo.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS