sexta-feira, 21 janeiro 2022
InícioEconomiaRovitex envia nota à imprensa explicando porque fechou unidade no bairro Progresso

Rovitex envia nota à imprensa explicando porque fechou unidade no bairro Progresso

Imagem: Google Maps (Street View ) Abril 2012
Unidade da empresa no bairro Progresso | Imagem: Google Maps (Street View ) Abril 2012

 

Uma das notícias mais acessadas nesses últimos dois dias, foi a do fechamento da unidade da Rovitex no bairro Progresso. A informação foi divulgada ontem por OBlumenauense e como a empresa não havia se posicionado oficialmente, muitas pessoas acharam que seria em função da crise econômica que passa o país. Mas o problema não foi esse, e sim uma questão que talvez poderia ter sido melhor resolvida pela prefeitura, afinal mais de 100 pessoas perderam seus empregos.

Segundo nota divulgada à imprensa nesta quarta-feira (27/4/16), a razão da saída é o fato dela estar localizada em uma zona residencial, que não permite a operação de indústrias. O mais interessante, é que o galpão fica muito próximo da Coteminas, nas imediações da Associação Artex.

A Rovitex iniciou a operação no bairro Progresso em 2009. Desde 2010 vem regularizando junto aos órgãos públicos alguns problemas ambientais e de operação. O maior problema envolve exatamente esse zoneamento da cidade.

A secretaria  municipal de planejamento até propôs entrar com um pedido de revisão de zoneamento ou fazer um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ao Ministério Público. Mas durante esse tempo todo, foram inúmeras as tentativas de regularizar a situação, que a diretoria tomou a difícil decisão de fechar a unidade.

A produção local deve ser absorvida pela matriz em Luiz Alves e na unidade de Ascurra. Na nota assinada pela sócia administradora Dayana N. Rambo, ela lembra que os maiores prejudicados são colaboradores que perderam seus postos de trabalho.

É possível perceber pelo texto, que foi uma decisão difícil e não era o que a diretoria pretendia. Mas irá cumprir com as obrigações legais junto aos órgãos sindicais da categoria. Parece que não é a única empresa que enfrentará a mesma situação.

A Rovitex foi fundada em Blumenau em 1986, mas hoje a matriz fica localizada em Luiz Alves, com outras unidades em Ituporanga, Agrolândia e Ascurra. A indústria produz roupas e modas femininas, masculinas, plus size, infantil e juvenil. Segundo o site, em nossa cidade a empresa tem duas unidades da Rovi Loja de Departamentos, uma na Rua 2 De Setembro (Itoupava Norte) e outra na Rua Amazonas (Garcia).

 

NOTA À IMPRENSA

Com 30 (trinta) anos de existencia no ramo têxtil, a empresa Rovitex sempre pautou o exercício da sua atividade empresarial pelos princípios da legalidade, sendo sempre cumpridora com suas obrigações perante seus colaboradores, como também exerceu sua atividade de acordo com a legislação municipal.

Considerando a previsão contida na legislação de Zoneamento Urbano Municipal, que não autoriza empresas classificadas como de médio porte a atuar naquele local, a empresa após inúmeros esforços de tentativa regularização de sua atividade, não vislumbrou outra saída a não ser de se posicionar pelo encerramento de sua operação naquele local, decisão extrema dificuldade para a direção da empresa.

Certos de que todos os esforços foram demandados pela empresa, a direção agradece seus colaboradores que nesse momento são os maiores prejudicados diante da difícil decisão, e que dentro do que preceitua as normas trabalhistas, a empresa Rovitex cumprirá com suas obrigações legais, envolvendo inclusive os órgãos sindicais da categoria.

Rovitex Indústria e Comércio de Malhas Ltda
Sócia Administradora: Dayana N. Rambo

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS