domingo, 24 outubro 2021
InícioGeralRéplica da jardineira de 1928 que fazia Blumenau/Florianópolis participará da reabertura da...

Réplica da jardineira de 1928 que fazia Blumenau/Florianópolis participará da reabertura da Ponte Hercílio Luz

 

 

 

Réplica da jardineira de 1928 mantida pela empresa Viação Catarinense

 

Por Claus Jensen

No dia 13 de abril de 1928, foi criada a “Empreza Hahn e Darius”, a primeira empresa de transporte de passageiros do Brasil. Sua linha inaugural fazia o trajeto entre Blumenau e Florianópolis. Pelo fato das viagens serem realizadas com essas antigas jardineiras em estradas de barro, elas ocorriam apenas duas vezes por semana e levavam cerca de 12 horas.  Hoje, o mesmo percurso é feito em 2h15min.

 

Foto do acervo pessoal de Felipe Bündgens, engenheiro responsável pela ponte.

 

Já a Ponte Hercílio Luz foi inaugurada numa tarde chuvosa de 13 de maio de 1926, cerca de dois anos antes. A estrutura acabou com um antigo sofrimento dos então 40 mil habitantes de Florianópolis: depender de balsas para atravessar da ilha ao continente ou vice-versa.

Às 10h da próxima segunda-feira (30/12/19) o passado se encontra com a atualidade. A antiga jardineira e outros 162 veículos antigos irão transitar pela velha ponte para celebrar a sua reinauguração. Após o desfile, são os ônibus modernos que farão parte do dia a dia da Hercílio Luz, que nesse primeiro momento vai dar prioridade ao transporte coletivo.

 

Foto: arquivo da família Darius

 

A história da Catarinense começou em Blumenau quando o imigrante húngaro João Hahn e o alemão Theodor Julius Karl Darius, resolveram vender seus carros e juntos adquirir a jardineira. Era uma espécie de veículo de passeio com chassi alongado, o equivalente a uma van.

Cerca de 2 ou 3 anos depois, a razão social foi alterada para “Auto Viação Catharinense”. As informações são de Theodor Alexandre Darius, um apaixonado por ônibus e neto de um dos fundadores.

Depois de ser vendida, ficou décadas sob controle da família Fiedler. Em 1995, o grupo JCA assume o controle acionário da Catarinense,  da qual já faziam parte a Auto Viação 1001 (responsável por 60% do transporte intermunicipal de passageiros no RJ), a Cometa, a Macaense e a Ribeirão Preto. A Cia. Rex de Transportes, de Santa Catarina, é incorporada ao grupo em 1997.

Com as mudanças acionárias, a sede da Catarinense foi transferida da Rua São Paulo, no bairro Itoupava Seca, em Blumenau; para a Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, no Estreito, em Florianópolis (SC).

“Nesses 91 anos de história, acompanhamos a evolução do mercado e hoje temos uma frota moderna e com os mais inovadores equipamentos de segurança, mas sempre preservando o nosso passado”, comenta Anuar Helayel, diretor geral da regional sul do Grupo JCA.

Segundo a empresa, a atual frota de ônibus possui veículos com o sistema ADAS de segurança. Através do equipamento, radares e sensores gerenciam mudanças de faixas, frenagem e aceleração automática do veículo de acordo com a distância mínima em relação a outro, mesmo sem o comando do condutor.

 

Programação de reinauguração da Ponte Hercílio Luz

Entre os dias 30 de dezembro de 2019 e 5 de janeiro de 2020, a Ponte Hercílio Luz estará aberta para pedestres e ciclistas. Neste período, atrações musicais e culturais passarão pelo palco do Projeto Viva a Ponte, no Parque da Luz.

A programação é gratuita. Durante os sete dias, haverá ainda venda de bebidas e comidas nas cabeceiras da ponte e será instalada a Galeria do Artesanato Catarinense (Casa da Alfândega) em um contêiner no local.

 

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS