quinta-feira, 28 outubro 2021
InícioEconomiaQueijo Serrano de SC ganha prêmio internacional de boas práticas em agricultura...

Queijo Serrano de SC ganha prêmio internacional de boas práticas em agricultura familiar

 

Por Gisele Dias, da SECOM/SC

O Queijo Artesanal Serrano (QAS) foi premiado no segundo Concurso de Boas Práticas em Agricultura Familiar realizado pela Reunião Especializada da Agricultura Familiar do Mercosul (REAF) e o Programa Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola da Organização das Nações Unidas (FIDA). O produto, típico do planalto serrano catarinense, foi o primeiro colocado na categoria Associativismo para Crescer, numa disputa com outras 23 experiências.

A iniciativa foi inscrita no concurso pela extensionista social da Epagri em Lages, Andréia Batista Schlickmann. “Eu inscrevi pela necessidade de um representante, mas os méritos e reconhecimento são para uma equipe dedicada que dia a dia vem contribuindo para um processo inovador e ousado de desenvolvimento rural”, analisa. Ela disse ainda que o sucesso dessa experiência é o empoderamento dos produtores que participam, debatem, defendem o queijo artesanal como patrimônio da cultura e identidade do povo serrano. “O trabalho existe porque é uma construção de rede, que precisa ser constantemente fortalecida”, avalia a extensionista.

Essa não é a primeira vez que o QAS é premiado. “Vale ressaltar que, no ano passado, no segundo Prêmio Queijo Brasil, o único queijo tradicional que obteve medalha de ouro foi um queijo artesanal serrano aqui de Santa Catarina, superando os famosos queijos de Minas Gerais, como o Canastra”, lembra Ulisses de Arruda Córdova, pesquisador da Epagri em Lages e um dos responsáveis pelo processo de obtenção da Indicação Geográfica (IG) para o produto. “Claro que esses resultados e reconhecimentos externos também são frutos de uma bem estruturada engenharia de parcerias, que envolve produtores e diversas instituições”, destaca Ulisses.

O diretor de Extensão Rural e Pesqueira da Epagri, Paulo Roberto Lisboa Arruda, também comemora a mais essa vitória. “Sou grande incentivador dos trabalhos da Epagri estarem participando de premiações, pois promovem nossas conquistas e demonstram nossa qualidade na prestação de serviços à sociedade” lembra ele.

O queijo serrano faz parte da tradição, da alimentação e da renda das famílias da Serra Catarinense e dos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul desde 1700. É um pedaço da história que reúne características únicas, como o “saber-fazer” que cruzou o Atlântico com os portugueses, o clima frio dos campos de araucárias e o leite das vacas de corte alimentadas com pastagem nativa.

No ano passado foi aprovada, na Assembleia Legislativa de SC, lei que regulamenta a comercialização do produto no território catarinense. A Epagri espera que ainda nesse ano esteja encerrado o processo de obtenção da IG do queijo serrano, que vai reconhecer como únicas suas características típicas da região.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS