terça-feira, 11 maio 2021
Início Economia Procon de Blumenau define ações conjuntas com outros municípios

Procon de Blumenau define ações conjuntas com outros municípios

Procon Blumenau

Com o objetivo de fortalecer a defesa do consumidor, o Procon de Blumenau está definindo uma série de ações que serão realizadas de forma articulada com outros municípios da região. O trabalho em conjunto é uma das propostas da Associação de Defesa do Consumidor do Vale do Itajaí (Adeconvi), que está sendo formalizada em Santa Catarina e que já conta com representantes de órgãos de defesa do consumidor das cidades de Blumenau, Brusque, Gaspar, Indaial, Timbó, Guabiruba, São Bento do Sul e Jaraguá do Sul.

A ideia de formalizar uma associação de defesa do consumidor surgiu após alguns encontros entre os representantes de Procons de diferentes municípios, onde eles observaram que de forma articulada poderiam trabalhar de forma ainda mais eficaz as demandas dos consumidores. Alexandre Caminha, coordenador do Procon de Blumenau, explica que neste momento o processo de formalização da Adeconvi está tramitando, mas que as reuniões já acontecem periodicamente e que, inclusive, ações conjuntas já estão sendo discutidas e programadas.

Caminha destaca que a proposta é de que a Associação possa abranger 54 municípios, alcançando mais de 1 milhão de consumidores. “Todos os coordenadores de Procons dos municípios do Vale do Itajaí já foram convidados a integrar a Adeconvi”, afirma o coordenador. O estatuto que irá reger o trabalho da entidade está sendo elaborado e a ideia é que não só coordenadores de Procons participem do projeto, mas também entidades e setores ligados à defesa do consumidor.

Com ações articuladas, os municípios poderão, por exemplo, audiências com as empresas de telefonia todas no mesmo dia e no mesmo horário, mobilizando as operadoras e solucionar as reclamações. “Com isso as empresas irão trabalhar ainda mais para atender as demandas apontadas por cada órgão, antes que os Procons realizem ações no mesmo dia, o que exigiria uma força-tarefa muito maior do que as adotadas hoje pelas empresas junto aos Procons”, conclui Caminha.

via PMB | Texto: Talita Catie

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS