quinta-feira, 5 agosto 2021
InícioVale do ItajaíGasparPresa mulher de 44 anos que aplicava golpes se passando pelo vice-prefeito...

Presa mulher de 44 anos que aplicava golpes se passando pelo vice-prefeito de Gaspar

A investigação e prisão foram realizadas pela Polícia Civil da cidade. Entenda como a estelionatária agia com as vítimas.

Na tarde desta segunda-feira (1/03/21), o Setor de Investigações e Capturas da Polícia Civil de Gaspar, cumpriu um mandado de prisão preventiva por estelionato contra uma mulher de 44 anos. As investigações apontavam que ela aplicava golpes na cidade se passando por Marcelo Brick, advogado e atual vice-prefeito da cidade.

Funcionava assim: ao saber que pessoas conhecidas necessitavam de assessoria jurídica, ela recomendava e encaminhava às vítimas um suposto contato telefônico de Marcelo. No entanto era ela que realizava toda a conversa e negociação, onde prometia atuar desde os processos até na liberação de presos.

Segundo a Polícia Civil, para prestar o serviço ela cobrava desde dinheiro, até materiais de construção e procedimentos capilares, conforme a capacidade econômica das vítimas. Como não conseguia cumprir o combinado, a mulher bloqueava os contatos das vítimas e desaparecia com o dinheiro e os bens recebidos.

A mulher ainda tinha a audácia de falsificar, ainda que grosseiramente, documentos judiciais, para passar mais veracidade em seus golpes. Até o momento foram apuradas  duas vítimas.

Nas buscas realizadas na casa dela, localizada no bairro Margem Esquerda, foi encontrado o aparelho telefônico utilizado nos golpes. As vítimas procuraram o vice-prefeito de Gaspar tomando satisfação e foi nesse momento que ele soube do golpe.

Surpreso com o uso indevido de sua imagem, Marcelo foi até a delegacia de polícia civil registrar um boletim de ocorrência. Ele disse que nunca autorizou a mulher a usar seu nome, muito menos de receber qualquer vantagem econômica.

A mulher foi encaminhada à Delegacia para realizar os procedimentos legais e depois levada ao Presídio Feminino de Itajaí, onde ficará à disposição da justiça. A Polícia Civil lembra a população da importância de fazer denúncias anônimas pelo Disque 181 ou o número (47) 3332-1000.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS