segunda-feira, 25 outubro 2021
InícioVale do ItajaíGasparPrefeitura de Gaspar reduz 50% dos cargos comissionados

Prefeitura de Gaspar reduz 50% dos cargos comissionados

Imagem: Google Maps (Street View) Jan 2014
Imagem: Google Maps (Street View) Jan 2014

 

Em dezembro de 2015, foi aprovada uma ampla reforma administrativa na Prefeitura de Gaspar, que incluem implantação da central de compras, almoxarifado central, controle de frotas e duas ouvidorias. Mas ela só começou a ser colocada em prática pela equipe do prefeito Pedro Celso Zuchi (PT) a partir desta semana, com as devidas nomeações e mudanças nas secretarias municipais.

Com a implantação da reforma e a redução inicial de 76 cargos comissionados, a economia de gastos com pessoal pode diminuir em até R$1 milhão por ano. Dos 152 cargos comissionados que existiam na Prefeitura, 76 foram destituídos inicialmente, o que reduz hoje em 50% o percentual de servidores comissionados.

As principais mudanças na estrutura administrativa dizem respeito à extinção da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio e da Secretaria de Agricultura. A Fundação Municipal de Esportes, que ainda depende da aprovação de projeto, passará a se chamar Fundação Municipal de Esportes, Turismo, Cultura e Lazer e recebe o Turismo e a Cultura como diretorias.

Já a Secretaria de Agricultura será uma superintendência junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Renda. A secretaria de Administração e Finanças se divide em duas: Secretaria de Administração e Gestão e Secretaria da Fazenda.

O secretariado municipal se mantém sem alterações, apenas se adequando ao novo organograma. A chefia de Gabinete será mantida com Doraci Vanz; a Procuradoria-Geral com Mara Áscoli; a Secretaria da Fazenda fica com Carlos Vinci que responderá interinamente também pela Secretaria de Administração e Gestão; a Secretaria de Planejamento, Meio Ambiente e Defesa Civil será coordenada pelo engenheiro Soly Waltrick.

A Secretaria de Educação com Marlene Almeida; a Secretaria de Saúde com Cleones Hostins; a Secretaria de Assistência Social com Maristela Cizeski e a Secretaria de Desenvolvimento e Renda com Silvio Rangel. A superintendência de Agricultura ficará sob a responsabilidade de Alfonso Hostert.

O projeto também institui funções gratificadas para servidores efetivos em três níveis, sendo para o nível 1 – R$ 900, para o nível 2 – R$600 e para o nível 3 – R$300 distribuídas em 104 vagas. A iniciativa busca valorizar o servidor efetivo municipal que desempenha funções específicas, especialmente as de chefia, direção e assessoramento. A gratificação a ser recebida pelo servidor é uma forma de estimular o melhor desempenho das atividades realizadas, tendo o seu valor diferenciado de acordo com a complexidade da referida função. A função gratificada não se aplica aos cargos em comissão, uma vez que a ideia é valorizar o servidor de carreira.

Mudanças estruturais devem organizar e agilizar os processos administrativos como a implantação da central de compras, do almoxarifado central, do controle de frotas e de duas ouvidorias, uma para os serviços da administração municipal e outra para a saúde. A previsão é que essas mudanças sejam implantadas entre 90 e 120 dias. Além disso, em breve, o atendimento ao público na Prefeitura será realizado sem fechar para o almoço.

Principais Mudanças:

  • A Ditran e o Transporte Coletivo serão locados na Secretaria de Administração e Gestão;
  • O Procon será locado junto à Procuradoria do Município;
  •  A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento passa a se chamar: Secretaria de Planejamento, Meio Ambiente e Defesa Civil;
  •  A Defesa Civil e o Meio Ambiente serão locados junto à Secretaria de Planejamento;
  •  A Secretaria de Desenvolvimento Social passa a se chamar: Secretaria de Assistência Social;
  •  A Secretaria de Transportes e obras passa a se chamar: Secretaria de Obras e Serviços Urbanos;
  •  O Sine será locado junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Renda;
  • A Secretaria de Administração e Finanças será dividida em Secretaria de Administração e Gestão e Secretaria da Fazenda.

Todas as informações foram enviadas pela Prefeitura Municipal de Gaspar. A iniciativa é válida e todos esperam que nesse formato possa atender às necessidades da população sem perda de qualidade no atendimento.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS