domingo, 24 outubro 2021
InícioTrânsitoTransporte públicoPrefeitura de Blumenau se diz surpreendida com reajuste da tarifa de ônibus...

Prefeitura de Blumenau se diz surpreendida com reajuste da tarifa de ônibus proposta pela AGIR

Segundo o documento que foi divulgado no site da entidade e depois apagado, a nova tarifa chegaria a R$ 6,27.

A Prefeitura de Blumenau disse em nota, ter sido surpreendida na manhã desta quinta-feira (11/02/21), com a publicação do Parecer Administrativo da Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí (Agir), referente à Revisão Tarifária Ordinária (RTO), em que faz recomendações e sugere um novo valor da tarifa do transporte coletivo de Blumenau.

De acordo com o estudo, o preço da passagem de ônibus subiria para R$ 6,27. O valor consta em um parecer técnico da agência que chegou a ser publicado no site da entidade, mas foi retirado momentos depois.

A RTO está prevista em contrato e abrange levantamento de eventuais desequilíbrios econômicos e financeiros ocorridos a cada três anos da execução do contrato. Esta é a primeira RTO e que teve como fato excepcional eventos relacionados à pandemia, que resultaram numa queda significativa de passageiros no sistema, impactando no valor final da tarifa apontado pelo estudo.

“O Município foi notificado deste parecer e está dentro do prazo para realizar sua análise e manifestação quanto à concordância ou não com a tarifa sugerida e todos os demais elementos, incluindo as recomendações feitas pela agência no sentido do equilíbrio econômico financeiro do contrato.

Independente de não ter concluído sua análise, a Prefeitura de Blumenau tranquiliza a população no sentido de que não concorda com o valor sugerido no estudo da Agir. O Município entende que o preço é impraticável e não condiz com a realidade econômica atual, principalmente diante da pandemia da Covid-19, que trouxe como consequências desemprego e perda de renda por parte da população. A Prefeitura pretende, na sua manifestação, sugerir um valor praticável diante do cenário atual.”, destacou a nota.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS