Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Polícia Civil investiga esquema criminoso que usava licitações no Porto de São Francisco

 

 

 

A Polícia Civil desarticulou um esquema de lavagem de dinheiro que utilizava a prestação serviços no Porto de São Francisco, no Litoral Norte de Santa Catarina. O Delegado Lucas Almeida, explica que as investigações apontam possíveis crimes de licitação através de uma empresa que prestava serviços para o porto.

A operação foi batizada de “Pombo de Ouro”, porque 80% do contrato previa o controle da praga de pombos. Parte desses serviços nunca teriam sido prestados. Foi apurado que a escolha da empresa em 2020 foi ilegal, inclusive com parecer do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC).

O prejuízo estimado aos cofres públicos é de aproximadamente R$ 1,18 milhão de reais. Foi deferido judicialmente o sequestro de valores e de três carros de luxo, que no final do processo podem transformados em recursos para o Estado.

Há fortes indícios de lavagem de dinheiro e financiamento de caixa 2 para campanhas de políticos para obter contratos públicos. Entre os investigados, estão o presidente e vice-presidente de um partido político do estado, e um ex-gerente do Porto de São Francisco. Os nomes não foram divulgados.

Na operação foi presa uma pessoa em Jaraguá do Sul (SC) e outra em Uruguaiana (RS), este último por posse ilegal de arma de fogo com numeração suprimida. Foram cumpridos mandados de prisão, além de busca e apreensão nas duas cidades, e também em Jaraguá do Sul (SC).

A ação contou com a participação de várias delegacias especializadas de Blumenau, além da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) do Rio Grande do Sul.

 

Grupo Telegram
Grupo WhatsApp

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top