sábado, 22 janeiro 2022
InícioNacionalPolícia Civil identifica três suspeitos de assassinarem Bruno Martins, em Blumenau

Polícia Civil identifica três suspeitos de assassinarem Bruno Martins, em Blumenau

Um deles foi preso no bairro Itoupavazinha, onde aconteceu o crime. Na casa dele foram encontradas roupas, tênis e celular roubados da vítima. Os outros dois estão foragidos.

Nesta quarta-feira (15/12/21), a Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Blumenau, prendeu preventivamente um jovem identificado como um dos envolvidos no assassinato de Bruno Martins.

O crime aconteceu no dia 2 deste mês, no bairro Itoupavazinha, quando a vítima foi encontrada morta no local onde morava na Rua Frederico Jensen. As investigações iniciaram logo em seguida com o trabalho técnico do Instituto Geral de Perícias (IGP) que coletou vestígios na cena do crime.

Preliminarmente, foi apurado que a vítima foi morta no dia anterior, quando teria recebido algumas pessoas em sua casa. Imagens mostram Bruno voltando do trabalho por volta das 19h20. Mais tarde, às 21h24, três jovens sobem a ladeira que dá acesso à casa da vítima. Horas depois, às 23h09, o trio desce a ladeira correndo.

Duas camisas deixadas na casa da vítima pertenciam a dois envolvidos no assassinato. Os criminosos roubaram roupas, tênis, relógios e dinheiro de Bruno.

“Os três saíram da casa vestindo as roupas roubadas da vítima. Demonstrada a autoria e a materialidade delitiva, representou-se pela prisão preventiva e busca e apreensão”, destacou o delegado Ronnie Esteves, responsável pelas investigações.

Na casa do homem preso, localizada na Rua Ângela Grassmann, no mesmo bairro, os policiais encontraram o aparelho celular, as roupas e os tênis roubados da vítima. Segundo a Polícia Civil, na delegacia ele teria confessado todos os detalhes do crime, confirmando a linha de investigação que apontava o trio como autor do latrocínio.

Após ser tomado o depoimento, ele foi conduzido ao Presídio Regional de Blumenau, onde permanecerá à disposição da Justiça. Já os dois outros envolvidos, fugiram para o seu estado natal, o Ceará, e são considerados foragidos.

A prisão foi comunicada ao poder judiciário. A Polícia Civil tem um prazo de 10 dias para concluir o inquérito policial.

Bruno Martins era maranhense da cidade de São Bento e trabalhava na Loja Renner no Norte Shopping de Blumenau. Um familiar acionou a Polícia Militar depois que viu marcas de sangue no chão da quitinete onde ele morava.

A guarnição chegou ao local às 21h15 daquela quinta-feira (2/12) e encontrou a vítima caída no chão, sem vida, com sinais de agressão e um cinto preso no pescoço.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS