quarta-feira, 19 janeiro 2022
InícioSegurançaDrogasPolícia Civil deflagra operação contra o tráfico de drogas em cidades de...

Polícia Civil deflagra operação contra o tráfico de drogas em cidades de SC e do PR

Uma mulher foi presa em Indaial (SC). A ação aconteceu nesta segunda e terça-feira (20 e 21/12) e foram apreendidos bens.

A Divisão de Investigação Criminal, da Polícia Civil de Blumenau, comandada pelo delegado Ronnie Esteves, cumpriu 16 ordens judiciais contra pessoas suspeitas da prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. A operação aconteceu na segunda e terça-feira (20 e 21/12/21) em quatro cidades de Santa Catarina (Indaial, Itapema, Joinville e São Francisco do Sul) e duas do Paraná (Francisco Beltrão e Pato Branco).

A investigação começou em 2020 depois que três pessoas foram presas em Indaial com 130kg de maconha. Todos foram condenados, mas ainda não houve trânsito em julgado. Durante as diligências de ontem (20), os policiais descobriram que a droga tinha sido fornecida por um homem preso em Francisco Beltrão (PR) .

Foto: Polícia Civil

As investigações apontaram que ele é um grande traficante de drogas com ramificações em várias cidades catarinenses. Ele já tinha sido abordado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) algumas vezes, mas nunca foi encontrado nada de ilícito.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em duas lojas que pertencem à ele, uma em Pato Branco (PR) e outra em Francisco Beltrão (PR). A Polícia Civil estima que ele tem um patrimônio estimado em mais de R$ 5 milhões, que incluem lojas, veículos de luxo, bens e outras propriedades.

Foto: Polícia Civil

Durante a operação foram presas duas pessoas em Santa Catarina. Uma delas é um homem que seria o seu braço direito, encontrado em São Francisco do Sul (SC). Ele foi encaminhado para uma unidade prisional em Joinville (SC).

A outra prisão foi de uma mulher em Indaial (SC), depois de ser comprovada a sua participação ao auxiliar o companheiro, um dos homens presos com 130 kg de maconha na cidade. Segundo a Polícia Civil, ele era responsável pela compra e venda das drogas, além de realizar a contabilidade do tráfico. Ela foi encaminhada a uma unidade prisional.

A Polícia Civil tem prazo de 30 dias para concluir as investigações, que pode ser prorrogado pelo juiz. O trabalho do Ministério Público e do Poder Judiciário da comarca de Indaial foram essenciais durante a investigação na análise de documentos, dados e informações, nas diversas diligências realizadas pela Polícia Civil. Isso permitiu mostrar o vínculo associativo entre os investigados e a decretação dos mandados de prisão, busca e apreensão e de sequestro de bens.

Foto: Polícia Civil

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS