Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Plataforma online põe em contato hospitais com vagas e profissionais de saúde que procuram emprego

 

 

 

 

Por Daniel Marques

Durante a pandemia do novo coronavírus e com o aumento do número de pacientes em hospitais públicos e privados, também houve aumento na demanda por profissionais de saúde. Contudo, empresas e instituições da área relatam dificuldade em ter acesso a mão de obra especializada. Por isso, o governo federal criou uma plataforma online para servir de ligação entre profissionais e hospitais, clínicas, laboratórios e secretarias de saúde estaduais e municipais.

Na página do SineSaúde, há uma área de cadastro para trabalhadores e uma para instituições que possuem vagas. Candidatos inserem suas informações profissionais e hospitais selecionam o perfil de trabalhadores que mais se encaixam. Se houver compatibilidade, eles dão “match”, de forma semelhante ao que acontece em aplicativos de relacionamento.

“A gente tem visto notícia que há demanda por profissionais de saúde em diversas áreas. Ao mesmo tempo que há hospitais faltando médicos, há médicos à procura de emprego. O nosso trabalho no SINE (Sistema Nacional de Emprego) é facilitar esse encontro entre o profissional e a vaga disponível”, explica Fernando de Holanda, secretário de políticas públicas para o emprego.

A plataforma é gratuita e é direcionada, principalmente para médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Mas Fernando de Holanda explica que o sistema também deve ajudar trabalhadores que não são da área de saúde.

“Temos profissionais de outras áreas, relacionados, por exemplo, a construção de um hospital de campanha. São aqueles profissionais que precisam coloca a infraestrutura de pé. Os profissionais de eletricidade, bombeiro hidráulico, que vão suprir alguma necessidade de funcionamento do hospital. Eles também vão poder se cadastrar”, destacou.

A plataforma foi feita em uma parceria entre os ministérios da saúde e da economia, com a cooperação das empresas Microsoft e Bizapp que doaram tecnologia para a criação do sistema.

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top