quinta-feira, 24 junho 2021
InícioSaúdeCoronavírusPlantio de Ipê-roxo no Parque das Itoupavas homenageará vítimas da Covid-19

Plantio de Ipê-roxo no Parque das Itoupavas homenageará vítimas da Covid-19

Na terça-feira (11/05), Blumenau atingiu a marca de 500 óbitos em decorrência da doença.

A partir das 9h30 desta quinta-feira (13/05/21), a prefeitura de Blumenau irá plantar uma muda de Ipê-roxo para homenagear as vítimas que perderam a vida durante a pandemia de coronavírus.

O evento contará com a presença de familiares de Verônica Roncalho de Sousa, uma das primeiras a morrer de Covid-19 no município. Ela tinha 69 anos e ficou internada em UTI durante quase 20, vindo a falecer no dia 28 de maio de 2020. O ato simboliza a tragédia sanitária na cidade e representa a esperança no enfrentamento à pandemia.

O Ipê-roxo (Handroanthus impetiginosus) é uma árvore nativa da Floresta Atlântica e é  considerada símbolo de Blumenau devido à exuberância de suas flores roxas. Elas aparecem entre julho e setembro, época em que perde todas as folhas, sendo uma das espécies mais populares no paisagismo brasileiro.

Blumenau chegou a triste marca de 500 óbitos em decorrência da doença, mesmo assim tem uma menores taxas de letalidade do país e a menor de Santa Catarina, tomando como referência municípios com mais de 100 mil habitantes. A última moradora da cidade a perder a vida infectada tinha 50 anos de idade, depois de ficar internada em UTI desde o dia 10 de maio. Ela tinha comorbidades.

Taxa de letalidade

O município se destaca entre as principais cidades brasileiras com melhores resultados no combate a Covid-19. Blumenau continua em 1º lugar entre as 100 maiores cidades do país com o menor índice de mortes pela Covid-19.

Além disso, a cidade também é destaque no Estado, tendo a menor taxa de letalidade de Santa Catarina quando comparada aos municípios com mais de 100 mil habitantes. Blumenau possui ainda uma das maiores taxas de recuperação do Estado, com 97% das pessoas infectadas que passaram pelo período de isolamento e são consideradas recuperadas.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS