Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Pais encontram casal de médicos que ajudou no resgate da filha em acidente

 

 

 

Vilmar (Pai), Esther e Dr. Júlio César

 

Por Larissa Machado

No último domingo, dia 21 de junho, por volta das 18h30, Esther de 8 anos, estava retornando com sua família para Lontras, onde iria passar uns dias na casa de sua avó, quando ocorreu o capotamento do carro em que estavam. O socorro chegou rapidamente para a família. Minutos após o acidente, o Dr. Júlio César de Aguiar Junior e a Dra. Paula D. Weis, estavam passando pelo mesmo local, e pararam para auxiliar as vítimas.

“Moro em Joinville, mas como tinha que passar visita cedo no hospital, resolvemos retornar para Blumenau, na casa da minha namorada”, lembra o Dr Júlio César. Tudo foi muito rápido. “O médico retirou a criança do carro e, com a ajuda do Corpo de Bombeiros Militar de Gaspar e da Policia Rodoviária Federal vimos que a criança apresentou traumatismo crânio encefálico. Por ser neurocirurgião, o Júlio César continuou o atendimento da ambulância até o hospital, e eu continuei a auxiliar as outras vítimas”, completa a médica Paula D. Weis.

Já no hospital com sua filha, a Patrícia Regina mobilizou a internet para encontrar os médicos que ajudaram no salvamento da sua família. Sua mãe, irmã, duas filhas e uma netinha estavam no carro, mas apenas a sua filha Esther e sua mãe, necessitaram ser hospitalizadas. Os outros ocupantes tiveram apenas escoriações, mas sem saber, os mesmos médicos que atenderam no resgate, eram do corpo clínico do hospital do qual estavam internadas.

 

Publicação divulgada nas redes sociais

 

Regina conta que, após sua postagem foram realizados vários compartilhamentos, várias páginas postaram para ajudar a encontrar os médicos. Não imaginava que eles estariam trabalhando no mesmo hospital que sua filha estaria internada, e que como conheciam a região, sua filha foi direcionada ao hospital diretamente para a UTI pediátrica.

Como o acidente ocorreu na BR 470, em Gaspar, a referência de atendimento da ambulância do Corpo de Bombeiros seria levar para o hospital mais próximo, nesse caso, para o Hospital de Gaspar. Como o Dr. Júlio César é neurocirurgião e sabia que, pela gravidade do caso, a paciente necessitaria de tomografia e UTI, foi optado por leva-la diretamente ao Hospital Santo Antônio de Blumenau, que tem toda estrutura para o atendimento de traumatismo craniano grave. Em menos de 1h após o acidente, a criança já se encontrava dentro da Unidade de terapia Intensiva.

A Esther foi trazida para o HSA, pois possui uma UTI pediátrica e serviço de neurocirurgia, e, como não sabíamos a gravidade do caso, a ambulância dos Bombeiros nos trouxe para cá. Foi uma surpresa, quando recebi de algumas pessoas em Joinville, minha foto e o pedido da família que estava tentando nos encontrar. Quando retornei para passar visita à minha pequena paciente, podemos enfim conversar. Acredito que isso é o que mais nos motiva. Ver os pacientes evoluindo bem e o carinho dos familiares.

 

Casal de médicos Paula D. Weis e Júlio César de Aguiar Junior

 

Dr. Júlio Cesar ressalta que a retirada de ocupantes do carro capotado tem que ser feita por pessoas treinadas. “Não poderíamos simplesmente retirar os pacientes do carro de qualquer maneira, mesmo sendo médicos, pois necessitamos de treinamento adequado para tal. Eu participei como voluntário de serviço de resgate durante 7 anos, em Joinville e pude usar todo o conhecimento e equipamento dos quais eu tinha disponível no meu carro.  “Conversando após o acidente, ainda me recordo de um fato; quando retornávamos nesse horário, o aplicativo Waze estava nos direcionando para um caminho mais rápido, mas optei por seguir pela BR 470. Por isso agradeço a Deus por estar na hora certa e lugar certo”, finaliza.

 

PACIENTE ESTÁ BEM

Agora, o médico garantiu que a paciente está bem, hoje mesmo seguiu da UTI Pediátrica para a Pediatria do Hospital, do qual seguirá em observação pelos próximos dias.

 

Patrícia (mãe) e Esther – Já na Pediatria do HSA

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top