terça-feira, 19 janeiro 2021
- Propaganda -
Início Estadual Pai, que mora em cuba, reconhece filho que reside no oeste de...
- Propaganda -

Pai, que mora em cuba, reconhece filho que reside no oeste de SC por videoconferência

02:22

O juízo de comarca na região oeste do Estado realizou com sucesso, por videoconferência, audiência de averiguação de paternidade que possibilitou o reconhecimento de criança por estrangeiro, residente em Cuba.

O ato, previsto na Lei n. 8560/1992, contou com a participação de representante do Ministério Público, da mãe da criança, moradora na região, e do pai biológico, residente em Cuba. Cópia de seus documentos oficiais, como carteira de identidade e passaporte, foram remetidos via internet ao Fórum da comarca, para fins de registro processual e viabilização da expedição de mandado de averbação da paternidade.

A possibilidade de realização de audiências de forma virtual e mista, por meio da ferramenta desenvolvida pelo Poder Judiciário (PJSC-Conecta), viabilizou a participação do pai da criança, distante mais de seis mil quilômetros de Santa Catarina.

As mudanças ocorridas neste ano, em virtude da pandemia, a exemplo das audiências por videoconferência, representam um grande avanço e, no caso em tela, propiciaram, de forma célere e eficaz, a efetivação de direitos fundamentais“, consignou a magistrada que conduziu o processo, cuja tramitação ocorre em segredo de justiça.

Fonte: Tribunal de Justiça de Santa Catarina

- Propaganda -  
 
 
 
 

MAIS LIDAS

Vídeo: rio Itajaí-Açu passa dos 5 metros e ameaça carro estacionado no Centro de Blumenau

Com isso chega ao nível de atenção. Desde a zero hora até às 13h desta quinta-feira (17/12) o volume de água dobrou.

Jovem de 25 anos morre afogado no rio Encano, em Indaial (SC)

Os Bombeiros Voluntários foram acionados às 16h19 desta sexta-feira (25/12) e chegaram a levá-lo ao hospital, mas ele não resistiu.

Mais de 10 corpos foram resgatados sem vida na tragédia de Presidente Getúlio (SC)

Um deles é de uma criança com idade entre 4 e 5 anos. As vítimas estavam entre escombros após serem levadas pela correnteza durante a enxurrada.

Portaria fixa novas regras para pagamento de pensões por morte

Medida define os períodos de término do benefício de acordo com a idade.