domingo, 28 novembro 2021
InícioGeralNota de esclarecimento de João Paulo Taumaturgo

Nota de esclarecimento de João Paulo Taumaturgo

João Paulo Taumaturgo, é colaborador de OBlumenauense há 4 anos. Fez desde matérias, até coberturas, sempre de forma colaborativa.  Nosso site procura se manter isento de assuntos políticos, mas em respeito a essa parceria e dedicação dele, atendemos seu pedido.

 

 

Nota de esclarecimento

Antes de começar a escrever essa nota refleti muito sobre a necessidade de qualquer explicação. Porém, tendo em vista a proporção tomada por alguns comentários envolvendo meu nome, acredito que seria irresponsabilidade minha não me manifestar.

No mês de dezembro de 2017 fui chamado a um desafio junto da Prefeitura de Blumenau, como Gerente de Cerimonial e Protocolo na Secretaria de Comunicação, minha função ia muito além do cargo apenas, tenho muito orgulho de ter integrado a equipe da secretaria e de ter podido contribuir neste papel, mas além disso sempre desempenhei um trabalho político ao lado do nosso Prefeito Napoleão Bernardes, por conta da minha função de Presidente da Juventude Estadual do PSDB.

Fui contratado em Dezembro para desempenhar tal função, sabendo que efetivando-se a renúncia do então prefeito, minha missão estaria concluída. Tenho muito respeito pelo prefeito Mario Hildebrandt e sei de sua capacidade de gestão, porém, sempre ficou claro para mim que a partir de abril de 2018 eu teria uma missão muito maior, que seria contribuir com o projeto de Blumenau e do Vale do Itajaí para Santa Catarina.

Com isso em mente, a convite do meu pai, programei uma viagem já no fim do ano de 2017 para o Peru considerando que a renúncia aconteceria e nós poderíamos viajar na sequência. Pensando nisso procurei quem deveria antes de viajar e comentei sobre os fatos, manifestando meu desejo de pedir exoneração do cargo. Foi-me indicado que por conta do período conturbado (Renúncia) eu solicitasse uma licença NÃO REMUNERADA para os dias de viagem e após resolveríamos a situação da exoneração, ou seja, meu pedido de saída do cargo já estava programado e as lideranças partidárias já sabiam do meu desejo. Por conta da programação do atual governo, minha exoneração aconteceu junto com a de diversas pessoas que também já tinham sua saída programada.

Não cometi irregularidade alguma ao solicitar a licença, diferentemente do que infelizmente é praxe no poder público, ao viajar me preocupei em NÃO receber salário e não escondi de ninguém que estava fora de Blumenau, isso pode ser constatado nas fotos que publiquei em minhas redes sociais. Tentar distorcer esses fatos e fazer uso do poder da escrita para desinformar o público deveria ser considerado crime. Sempre fiz o meu trabalho da melhor maneira possível e nunca busquei estar ocupando cargo público apenas para ter salário.

Faço política porque gosto, porque acredito na mudança e porque quero um país melhor.
Fico feliz quando percebo que a maioria dos que me criticam são ligados a movimentos políticos controversos, isso só me prova de que estou no caminho certo.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS