quinta-feira, 20 janeiro 2022
InícioEconomiaMovimento "Toda Cerveja" organiza o maior lançamento do Brasil

Movimento “Toda Cerveja” organiza o maior lançamento do Brasil

Mais de 30 frutas estarão em 64 Catharina Sours que serão lançadas no dia 19 de janeiro.

A biodiversidade brasileira é facilmente representada pelas feiras: em cada estado, além de itens comuns, há variedades regionais e sazonais muito características. É por isso que a Catharina Sour representa bem o país na estreia dos estilos de cerveja criados por aqui no Beer Judge Certification Program (BJCP). Para que um cervejeiro crie essa receita, ele impreterivelmente seleciona uma ou várias frutas e especiarias para adicionar a uma base ácida e muito refrescante.

Esse conjunto de características marcantes e as infindáveis possibilidades de combinações renderam à Catharina Sour, apenas cinco anos depois de ser lançada, o posto inédito em um dos mais importantes guias internacionais da bebida.

Para celebrar a Catharina Sour e apresentá-la aos consumidores, o Movimento Toda Cerveja reuniu 64 cervejarias de 10 estados brasileiros que lançam, no mesmo dia, seus rótulos no estilo. Cada uma com sua receita, porém com identidade visual e data de lançamento iguais: todas chegam ao mercado no dia 19 de janeiro.

As marcas catarinense participantes são: Balbúrdia (de Blumenau), Maestro (de Jaraguá do Sul), Bruxa Cervejaria (de São José), Biertal (Braço do Norte), Big Jack Cervejaria (Orleans), Blend Bryggeri (Criciúma), Liffey Brew Pub (Palhoça), Armada Cervejaria (São José) e Alcatraz (Criciúma).

A lista de frutas que as cervejarias participantes escolheram é extensa. Entre elas estão: abacaxi, acerola, amora, araçaúna, butiá, cacau, café, cajazinho, cupuaçu, framboesa, goiaba, graviola, jaca, jabuticaba, variedades de laranja e limão, mamão, manga, maracujá, mirtilo, morango, pêssego, pitaya, seriguela, tangerina, variedades de uva e uvaia. Especiarias e outros itens como casca de laranja, capim cidreira, matcha e tomilho também fazem parte das combinações.

Um dos criadores do estilo, Idney José da Silva Jr, o Nuno, comenta que a possibilidade de degustar a diversidade dos biomas brasileiros desperta a curiosidade pela Catharina Sour. “Além disso, por não ter um marcador que assuste ao público que está começando a provar cervejas – como um amargor pronunciado, por exemplo – ela consegue se tornar uma boa porta de entrada para outros estilos. Além de ser muito refrescante, que é a sua principal característica”, diz.

Para Nuno, ter a Catharina Sour como tema de uma ação sincronizada de lançamento como a que vai ocorrer no dia 19 de janeiro traz à tona o que fez o estilo ganhar espaço muito rapidamente. “Além da inovação, a Catharina Sour conquistou o espaço no mercado internacional também por um movimento coletivo: várias cervejarias produzindo e lançamento ao mesmo tempo. Certamente esse dia vai ser um novo marco na história do estilo, com essas 64 receitas sendo apresentadas simultaneamente”, finaliza. A cervejaria Liffey, da qual Nuno faz parte, é uma das participantes.

Sobre o Movimento Toda Cerveja

Criado em agosto de 2021 por cervejarias independentes brasileiras, o Movimento Toda Cerveja tem como objetivo realizar ações colaborativas entre marcas de todo o país para a disseminação da cultura cervejeira. A iniciativa foi de Daniel Jeffman (da Fat Bull Beer), Janderson Martini (da Old Captain) e Vinícius Cordeiro (das marcas Veterana e Ruradélica).

A primeira ação realizada pelo Movimento Toda Cerveja foi o Bitter Day, em setembro de 2021. Todas as informações estão no Instagram @todacerveja.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS