quarta-feira, 14 abril 2021
Início Geral Morre aos 82 anos, Regina Modesti Hang, mãe do dono da Havan

Morre aos 82 anos, Regina Modesti Hang, mãe do dono da Havan

Ela foi internada em um Hospital de São Paulo com Covid-19 junto com o filho que já se recuperou. A causa da morte não foi informada.

Um dia triste para a família do empresário Luciano Hang. O dia 4 de fevereiro ficará marcado pela morte de sua mãe, Regina Modesti Hang, de 82 anos. Ela foi internada em um Hospital de São Paulo junto com filho com Covid-19.

A idosa também tinha outro filho, João Luiz. Além deles, ficam enlutados netos, noras, bisnetos e outros familiares. Nas redes sociais, ele deixou a seguinte mensagem de despedida.

“Aqueles que passam por nós não nos deixam sós, deixam um pouco de si e levam um pouco de nós”.

É com muita tristeza que comunico o falecimento de minha amada mãe, Regina Modesti Hang, aos 82 anos de idade. Quero agradecer a todos os médicos e profissionais que lutaram durante estes últimos dias por sua vida. Dizer aos meus amigos e fãs que as orações, a energia e o carinho recebidos durante este período me deram o conforto necessário para passar por este difícil período.

A dor de perder uma mãe é inexplicável, é um buraco enorme que se abre no peito, mas logo será preenchido por saudades e boas lembranças dos momentos únicos que compartilhamos juntos. Minha mãe, como todas as mães, são anjos da guarda que Deus escolhe para enviar a Terra e cuidar de nós. Hoje, ela volta para os braços de seu Criador para descansar em paz. Um filme passa pela minha cabeça nesse momento.

Guardo com carinho a lembrança de infância dela acordando cedo e pegando sua bicicleta para ir trabalhar na Fábrica Renaux. Depois, chegava em casa e cuidava com amor de mim e meu irmão mais velho. Sempre gostou de reunir a família, principalmente em volta da mesa. Uma cozinheira de mão cheia. Como fará falta nossos almoços de terça e cafés da manhã no domingo com banana frita (coisas de mãe).

Ela sempre será a cliente número 1 da Havan, me acompanhava pelo Brasil para abrir lojas. Eu costumava dizer que quando ela fazia a primeira compra a loja era um sucesso. Quanta saudade, mãe. Sorte de quem passou pela vida e pôde conhecer a mulher gentil e generosa que você foi. Que Deus cuide de nós de agora em diante. Sei que um dia estaremos juntos novamente. Eu te amo demais, mãe. Com amor, de seus filhos, noras, netos e bisnetos, que JAMAIS te esquecerão.

Neste momento, a celebração de despedida será familiar. Desde já, agradeço demais o carinho e mensagens de apoio.”

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS