Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Lançado oficialmente nesta quinta (22/10) o FURB Onlife

 

 

 

 

A volta às aulas teóricas presenciais na Universidade Regional de Blumenau (FURB) está marcada para o dia 3 de novembro, condicionada à matriz de risco para a Covid-19 do Governo de Santa Catarina. Para receber os estudantes, que desde o início da pandemia estão em aulas remotas, mediadas por tecnologias, a Universidade implementou o FURB Onlife, lançado oficialmente na manhã desta quinta-feira (22/10/20). O modelo tem como principal objetivo permitir ao estudante a opção de assistir a aula em sala de aula ou via Internet, na plataforma Teams. Para que isto seja possível, os professores estarão nas salas de aula Onlife, transmitindo a aula ao vivo, por streaming.

Inicialmente, serão adaptadas 100 salas, das 200 salas de aula da FURB, em todos os campi, enquanto outros 15 kits de câmera, tripé e microfone ficarão à disposição para aulas realizadas em laboratórios. O investimento, em torno de 300 mil reais, foi feito com recursos da própria Universidade, de leilões de bens inservíveis, convênios de serviços e emendas parlamentares.

“Julgamos esse retorno muito importante, principalmente para os estudantes. Nós entendemos que, em alguns casos, os processos de aprendizagem podem ser melhorados no Onlife, principalmente porque algumas disciplinas têm uma compreensão um pouco mais complexa, ou porque alguns estudantes têm uma certa dificuldade de aprendizagem e preferem a abordagem presencial”, considera o pró-reitor de ensino da FURB, Romeu Hausmann.

Além da nova tecnologia instalada nas salas de aula, os estudantes também vão perceber outras mudanças, necessárias para a atenção aos protocolos de biossegurança para a Covid-19: todas as salas de aula foram redimensionadas e os espaços demarcados conforme o distanciamento mínimo que deve haver entre os presentes. Aferição de temperatura, álcool gel à disposição e o uso obrigatório de máscara já são parte da rotina da Universidade, que realiza aulas práticas desde junho.

A ocupação do campus, que de acordo com a atual matriz de risco pode chegar a 50%, não deve passar de 20% neste primeiro momento. “O retorno é gradativo e será opcional para os estudantes, mas a FURB está pronta para recebê-los, com todos os cuidados que cercam esse retorno”, destaca Hausmann.

E o Onlife veio para ficar, como ressaltou o pró-reitor, “mesmo depois que voltarmos à normalidade, que tivermos a vacina para a Covid-19, a FURB vai continuar utilizando a tecnologia. Isso vai permitir que nossos estudantes de outras cidades, que tiverem dificuldades de deslocamento, por exemplo, ou também nossos alunos trabalhadores, que são grande parte dos nossos estudantes, e que às vezes têm alguma atividade profissional ou estão viajando a trabalho, tenham a opção de acompanhar as aulas”, afirma o pró-reitor.

Até chegar à configuração das salas Onlife, a Universidade testou vários equipamentos e possibilidades. “A FURB se adaptou rapidamente aos desafios trazidos pela pandemia e a transmissão das aulas ao vivo pela Internet já vinha sendo estudada pelo Centro de Ciências Tecnológicas, isso faz com que hoje a FURB tenha uma solução para compartilhar, que é o que temos feito com as escolas que têm nos procurado para saber como vamos incorporar a tecnologia aos nossos ambientes de aprendizagem”, pontua a reitora Marcia Sardá Espindola.

Com a implementação das salas, o próximo passo é realizar formações com os professores, “pois não é somente o espaço físico que se altera, mas toda a metodologia de ensino, com mais recursos e opções”, observa o pró-reitor.

Mesmo que a maioria dos estudantes permaneça com aulas remotas, o retorno ao presencial também é uma forma de os estudantes e professores poderem usar a tecnologia Onlife e verificar sua eficiência. “Nas turmas que já utilizam a gente percebe que a interação aumenta quando os estudantes estão uma parte presenciais, então entendemos que é positivo e necessário que a gente permita essa volta”, considera o pró-reitor Romeu.

Fonte: FURB

 

Grupo Telegram
Grupo WhatsApp
Tags

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top