terça-feira, 19 janeiro 2021
- Propaganda -
Início Geral João Paulo Taumaturgo deixa temporariamente OBlumenauense
- Propaganda -

João Paulo Taumaturgo deixa temporariamente OBlumenauense

04:36

 

 

 

Matéria sobre a Ponte do Salto, quando o trecho do rio Itajaí-Açu estava seco por causa da estiagem.

 

Por Claus Jensen

Nos últimos tempos, nosso colaborador João Paulo Taumaturgo gravou diversas matérias mostrando um pouco de Blumenau. Era um projeto antigo meu que ele materializou, já que tenho certa limitação de locomoção. Essa relação começou em 2014, quando João era Assessor de Assuntos para Juventude na Prefeitura Municipal e nos passava algumas fotos dos eventos que organizava.

É um dos grandes talentos que faz parte da história do portal OBlumenauense que chegará a 7 anos em setembro de 2020. Mas ele pretende seguir um sonho, que é colaborar por melhorias no município. Conversei sobre sua trajetória e os planos que irão deixá-lo ausente por alguns meses no nosso portal porque pretende concorrer para vereador.

Por isso a partir do dia 1º de julho, ele não poderá mas aparecer em vídeos novos, atendendo à legislação eleitoral. Em 2016 ele quase conseguiu se eleger. O texto a seguir, é uma conversa de amigos que estou compartilhando com vocês, ilustrado por alguns momentos de sua trajetória.

 

Claus Jensen: Além dessa veia de comunicação, você também sempre se mostrou disposto a ajudar as pessoas. Em OBlumenauense, ao longo dos últimos, a maioria dessas situações acabou virando pauta. Quais delas as que mais lhe envolveu?

João Paulo Taumaturgo: A campanha de solidariedade que entrou para a história de Blumenau como inspiração e transformação das pessoas envolvidas é a da #AmeAntonella. Foi uma das coisas mais incríveis que já aconteceu na cidade e nos mostrou como podemos realizar algo que parecia impossível. Além dessa campanha, existem diversas outras ações que me marcaram, como entidades como a ACEVALI, ABLUDEF, Sorrir para Down, APAE, Renal Vida, dentre tantas outras. Através da comunicação, tivemos a oportunidade de contatar doadores e filantropos. Uma delas é recente. A Live do Bem Blumenau mostrou o quanto nosso povo é solidário com o próximo e nossos artistas são parceiros ao doarem seu tempo e toda estrutura que permitiu o projeto acontecer.

 

Claus Jensen: Desde quando sente essa vontade de participar de forma política no município?

Taumaturgo: Minha formação política começa no Ensino Médio, quando me meti a fazer um jornal da escola e me envolvi com a Comissão de Formatura. Desde criança gostava de estudar sobre o assunto, mas foi nessa época que realmente comecei a caminhada. Passei pelo movimento estudantil na FURB e depois disso aprendi o que são partidos e políticos. Logo, pode-se dizer que faz bastante tempo que tenho motivação para isso.

 

Cobertura de uma das passeatas em Blumenau

 

Claus Jensen: O que pode ser melhorado em Blumenau, e como legislador, acredita que poderá colaborar?

Taumaturgo: Acredito que é importante uma revisão do modelo legislativo municipal. Nossa Câmara de Vereadores custa caro e muitas vezes não podemos perceber o que ela realmente entrega para nossa comunidade. Minha motivação é incentivar uma atuação enxuta e mais barata para a população e trabalhar em defesa do Desenvolvimento Econômico de Blumenau. Há tempo comento que precisamos valorizar os empreendedores da nossa cidade. São eles que fomentam o desenvolvimento do município. O poder público, auxiliado pela Câmara, tem o dever de ditar esse norte para a cidade servindo como catalisador das boas ideias.

Blumenau possui um ecossistema gigantesco na área de Tecnologia e Inovação, um setor de saúde privado em constante desenvolvimento que nos torna um polo regional na área, um turismo em crescimento constante, além de toda uma complexa rede de serviços, comercio, indústria (têxtil, metal mecânica e muitas mais), além da construção civil, que sofrem muitas vezes com a falta de dialogo e direcionamento por parte dos políticos. Eu quero ser parte integrante de um projeto de união de todos esses empreendedores, visando todo o desenvolvimento da nossa comunidade. Gerando oportunidades, emprego, renda e qualidade de vida à todos os blumenauenses.

 

Claus Jensen: Tem planos para alçar vôos maiores?

Taumaturgo: Na minha visão você deve iniciar uma caminhada sempre mirando no mais distante que você possa chegar, porém com a humildade e clareza de que tudo se inicia com um primeiro passo.

 

Claus Jensen: Em seus vídeos para OBlumenauense, percebe-se sua paixão em mostrar a história por trás de locais, estruturas, sejam elas igrejas, praças, pontes, empresas. Pode-se dizer que para a “pessoa” João o prazer é maior em descobrir estas coisas ou de passar para as pessoas esse conhecimento?

Taumaturgo: É um misto de prazer pelas descobertas e também pela missão de difundir essas informações. Eu acredito que quanto mais as pessoas conhecerem suas origens, suas tradições, com mais facilidade poderão traçar seus planos para o futuro e onde querem chegar. Meu amor pela história vem de criança, desde as aulas no ensino fundamental e médio. A pena é que as pessoas acreditam, muitas vezes, é que a história só existe nos registros dos grandes acontecimentos, quando na verdade ela é parte integrante do nosso dia-a-dia e responsável por vivermos esse momento que nos encontramos hoje. Reconhecer nosso passado é uma das chaves que pode nos levar para um futuro melhor.

 

João faz parte da Banda Destro, que ajudou a fundar. Música é uma de suas paixões.

 

Claus Jensen: A música é algo que faz parte de sua vida há muito tempo. E é com ela que muitas vezes coloca um sorriso no rosto de alguém, certo?

Taumaturgo: Música é vida, sem ela a existência não teria graça. Eu não nasci com o dom, mas desenvolvi a capacidade de cantar e tocar. Posso afirmar com certeza que eu seria uma pessoa menos feliz se não tivesse a música tão presente na minha vida. Amo o que faço através da música e através da Banda Destra.

 

Claus Jensen: Você continua trabalhando na administração do Cemitério São José?

Taumaturgo: O Cemitério São José me formou como ser humano, empreendedor e filho. Meu pai foi o grande responsável por sua transformação e a toda a nossa equipe pela qual eu sou muito grato. Hoje estou relativamente afastado das atividades do dia a dia, mais focado no projeto de pré-candidatura.

 

Claus Jensen: Você sempre esteve envolvido com diversas entidades da nossa cidade. Qual a importância do associativismo?

Taumaturgo: Unir forças sempre é o melhor caminho, em todos os casos. Como membro das entidades empresariais da cidade aprendi o quanto ser amigo dos seus concorrentes ajuda no seu próprio negócio, além disso é através delas que você pode gerar grandes parcerias que estimulem o crescimento de todos os envolvidos. Já nas entidades de trabalhos sociais você pode perceber o quão bom é ajudar o próximo e fomentar um ciclo virtuoso de crescimento. Somo seres criados para viver em sociedade, e tenho certeza que a grande maioria de nós sempre busca o bem. Unir-se sob o nome de entidades e discutir pautas e ações por segmento é uma forma bastante eficiente de desenvolver o entorno.

Confira algumas matérias recentes de João.

 

Claus Jensen
Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.
- Propaganda -  
 
 
 
 

MAIS LIDAS

Vídeo: rio Itajaí-Açu passa dos 5 metros e ameaça carro estacionado no Centro de Blumenau

Com isso chega ao nível de atenção. Desde a zero hora até às 13h desta quinta-feira (17/12) o volume de água dobrou.

Jovem de 25 anos morre afogado no rio Encano, em Indaial (SC)

Os Bombeiros Voluntários foram acionados às 16h19 desta sexta-feira (25/12) e chegaram a levá-lo ao hospital, mas ele não resistiu.

Mais de 10 corpos foram resgatados sem vida na tragédia de Presidente Getúlio (SC)

Um deles é de uma criança com idade entre 4 e 5 anos. As vítimas estavam entre escombros após serem levadas pela correnteza durante a enxurrada.

Portaria fixa novas regras para pagamento de pensões por morte

Medida define os períodos de término do benefício de acordo com a idade.