segunda-feira, 6 dezembro 2021
InícioAcidenteFilho mais novo de Geraldo Alckmin morre em acidente de helicóptero

Filho mais novo de Geraldo Alckmin morre em acidente de helicóptero

helicoptero-casa_SP_2-4-15_03

O acidente com a queda do helicóptero que ocorreu por volta das 17h20min desta quinta-feira (2), tinha como um dos tripulantes, Thomaz Rodrigues Alckmin, de 31 anos. Ele é o filho mais novo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

A informação foi confirmada oficialmente esta noite pelo Palácio dos Bandeirantes. Thomaz era piloto e desde 2011 é casado com a arquiteta Thais Fantato, com quem teve duas filhas. Uma tem 10 anos e outra é recém-nascida, com aproximadamente um mês de vida.

O helicóptero que caiu em Carapicuíba, na Grande São Paulo, pertence à empresa Seripatri. Ela comunicou que Thomaz, o piloto e três mecânicos faziam um voo de teste, após terem realizado uma manutenção preventiva. A cauda da aeronave atingiu o telhado de uma casa em reforma, mas a maior parte caiu no chão, entre as árvores.

helicoptero-casa_SP_2-4-15_01

A empresa dona do helicóptero, enviou uma nota oficial sobre o acidente divulgada às 19h11min:

“A Seripatri lamenta profundamente a morte dos quatro ocupantes do helicóptero de propriedade da empresa, em um trágico acidente na Grande São Paulo, na tarde desta quinta-feira (2/4). Ocupavam a aeronave o piloto da empresa, com mais de 30 anos de experiência, e o mecânico, também funcionário da Seripatri. Os outros dois ocupantes eram mecânicos da Helipark, empresa de manutenção. O acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva. O helicóptero, da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo e estava com sua documentação e manutenção rigorosamente em ordem. Neste momento de luto e enorme tristeza para todos, a Seripatri está prestando toda a assistência necessária aos familiares das vítimas, bem como já destacou profissionais para acompanhar junto às autoridades as investigações das causas do acidente.”

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS