quinta-feira, 28 janeiro 2021
Início Eventos Exposição no Neumarkt mostra a evolução do Fusca ao longo dos anos

Exposição no Neumarkt mostra a evolução do Fusca ao longo dos anos

08:32

Fusca_01

Texto: Fabiana Roza

Carro que desperta paixões Brasil afora, o fusca será tema de uma exposição no Neumarkt a partir do dia 19, justamente na véspera do Dia Nacional do Fusca. Nove modelos pertencente aos integrantes do grupo Pomer Volks — clube de fuscas de Pomerode — e à Breitkopf serão exibidos na Praça de Eventos. A mostra vai reunir modelos desde a década de 1950, passando pelo New Beetle até o novo fusca.

Cartaz-Pomer-VolksPresidente do Pomer Volks, Euclides Gelezauskas conta que na exposição o público poderá acompanhar a evolução do fusca. “Conseguimos trazer um modelo de cada década. Quem for à exposição vai perceber as mudanças que ocorreram no carro ao longo da história”, comenta. Ao lado de cada veículo, haverá ainda um texto contendo informações e curiosidades sobre o modelo.

A história do fusca

Criado na década de 30, com pequena interrupção da produção durante a Segunda Guerra Mundial, o fusca foi sempre o carro mais barato em todos os países em que foi comercializado. Logo que as dificuldades econômicas foram superadas, no pós-guerra, o fusca dominou a sua fatia de mercado e se tornou um ícone que persiste até os dias de hoje, apesar de já não ser fabricado no modelo original há muitos anos.

O primeiro Volkswagen brasileiro foi lançado em 1959, obedecendo, com poucas modificações, ao projeto de Ferdinand Porsche lançado na Alemanha 20 anos antes. Em 1986, a Volkswagen desistiu de fabricá-lo, alegando que era um modelo muito obsoleto, apesar de ser ainda um dos 12 carros mais vendidos daquela época.

Fusca_02

Confira os carros que estarão na exposição:

Fusca 1954 – Importando da Alemanha. É muito apreciado e valorizado no mercado de antigos, chegando a valer o preço de dois carros populares. Seu maior diferencial é a janela traseira em formato Oval, motor 1200 e pisca na coluna do carro.

Fusca 1966 – Placa Preta. Em 1966 houve mudanças na caixa de marcha e no distribuidor. Com motor 1200 o exemplar tem mais de 90% de originalidade, sendo assim reconhecido pela placa preta.

Fusca 1971 – Primeiro fusca fabricado com motorização 1500, mais conhecido como Fuscão. Nesse ano, um incêndio destrói o setor de pintura da fábrica, interrompendo a produção, alguns carros sobrevivem ao incêndio, que é o caso deste exemplar.

Fusca 1972 – A Volkswagen do Brasil atinge a produção de 1 milhão de Fuscas. Ganha novo interruptor de luzes indicadoras de direção. O exemplar exposto está alterado com rodas importadas e um estilo esportivo.

Fusca 1974 – O motor 1.600 cc (65cv) passa a ser opção para o Fusca. As vendas do carro batem recorde, com 237.323 unidades no ano, número que nunca seria superado.

Fusca 1976 – Em 1976 é lançada a versão 1.300-L. O perfil entre o quebra-vento e o vidro dianteiro deixa de ser cromado.

Fusca 1986 – Em 1986, com a decisão da Volkswagen do Brasil de encerrar a produção, foi designada como “Última Série” as 850 últimas unidades fabricadas, que vieram numeradas no para-brisa de 000 a 850.

New Beetle – O New Beetle nasceu como um estudo de design, que recebeu o nome-código Concept 1. Em 1998, o mundo conheceu o New Beetle, com formas idênticas ao antigo modelo, porém, com mecânica, suspensão e plataforma do Volkswagen Golf de 4ª geração.

Fusca zero kilômetro – Numa ação ousada, a Volkswagen retomou o antigo nome do carro no país. Além de tornar o design do Fusca mais interessante, também fez o carro se tornar um legítimo esportivo. Seu motor é o mesmo aplicado em modelos como o Jetta TSI e Tiguan.

Exposição de fuscas
Local: Praça de Eventos do Neumarkt Shopping
Data: de 19/01 a 6/02, das 10h às 22h
Entrada gratuita

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br
 
 
 
 
 

MAIS LIDAS