quinta-feira, 28 janeiro 2021
Início Economia Empresa de Gaspar lança primeira máquina de corte de papel de parede...

Empresa de Gaspar lança primeira máquina de corte de papel de parede 100% brasileira

02:12

 

 

 

 

A crise da pandemia certamente freou diversos investimentos e lançamentos de produtos. Mas uma empresa gasparense não se intimidou pela situação e lançou a primeira máquina 100% brasileira para a automação do corte de papel de parede.

A Paper Cutter, da Censi Máquinas, foi projetada para automatizar do processo de corte de itens decorativos, como papel de parede, adesivos para quadros de MDF e similares. Um de seus principais atrativos, é a possibilidade de corte em larga escala.

 

Evandro Spengler, diretor industrial da Censi Máquinas. | Foto: Daniel Zimmermann

 

De acordo com o diretor industrial, Evandro Spengler, a máquina permite ao empreendedor cortar até 12 metros lineares por minuto. “Nossos clientes também relataram que em 13 minutos fizeram o corte de 282 adesivos para quadros de 20 X 30 cm. O volume é o equivalente ao corte feito em uma tarde inteira de trabalho sem a máquina”, diz.

Segundo o executivo, a Paper Cutter é o único produto 100% nacional do segmento, desenvolvido para este fim. “Sempre prezamos pela criação de máquinas lavando em consideração a necessidade do cliente. Esta solução também surgiu dessa forma e foi criada a partir das particularidades que envolve o desenvolvimento desse tipo de item decorativo. Por isso é muito aderente e tem um ótimo custo-benefício”, explica.

A Paper Cutter tem duas versões: uma com 1, 60 metro, que é a mais procurada pelo setor, visto que boa parte dos rolos de papel de parede medem até 1,50 metro; e uma versão de 2,10 metros. É possível realizar o corte simultâneo em até três rolos, dependendo do tamanho do insumo.

O mercado é atraente, porque segundo o SEBRAE, mais de 1,4 milhão de empresas brasileiras atuam no setor de decoração e construção. A Censi Máquinas atua há mais de 20 anos desenvolvendo maquinário para a produção da indústria têxtil.

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br
 
 
 
 
 

MAIS LIDAS