quarta-feira, 20 outubro 2021
InícioEntrevistaEm entrevista, a lenda da MPB Roberto Menescal, revela uma paixão que...

Em entrevista, a lenda da MPB Roberto Menescal, revela uma paixão que o fez vir para Blumenau

roberto-menescal_20_08-11-16_02

 

Por Claus Jensen, com fotos de Julio Pollhein

Roberto Menescal assina algumas das composições mais bonitas da música popular brasileira. São clássicos da Bossa Nova como “Rio”, “Nós e o Mar”, “O Barquinho” e “Ah! Se Eu Pudesse”. Ele teve uma participação especial na gravação do DVD de Mazin Silva, realizado no Teatro Carlos Gomes na noite desta terça-feira (8/11/16).

Segundo Mazin, os dois se conheceram num festival em Cascavel (PR), quando o guitarrista tocava em uma banda base. Menescal disse que logo se impressionou com o talento do hoje amigo. Mazin também já fez a abertura de um show de Roberto e a cantora Cris Delanno, uma filha de brasileiros nascida no Texas (USA).

O carinho dos dois foi manifestado em uma música que Mazin dedicou ao amigo durante o show. Mas juntos, nunca chegaram a compor. Ultimamente ele tem vindo para Santa Catarina várias vezes para visitar seu filho, Cláudio Menescal, que possui uma empresa de engenharia em Florianópolis.

Eu tive a honra de entrevistar essa lenda da MPB que já veio para Blumenau por sua paixão por plantas. Primeiro comecei a conversar com Menescal sozinho, daqui a pouco chegou Mazin Silva que acompanhou ao lado do amigo.

 

 

OBlumenauense: Como surgiu o convite para essa participação especial no DVD do Mazin Silva?

Roberto Menescal: Naquele encontro em Cascavel, começamos a conversar e o Mazin é um cara que eu gosto muito. Um ser humano muito sensível. Ele me ligou há uns seis meses atrás, perguntando se eu topava fazer parte de um projeto. Eu nem sabia direito o que era, mas topei na hora. Disse apenas que iria verificar a minha agenda, mas como não tinha nada nessa data, já ficou combinado. O Mazin passa um astral muito legal e fiz [essa participação] com o maior prazer. Mas não podemos fazer isso com todo mundo, porque falta tempo.

 

show_mazin_20_08-11-16_05

 

OBlumenauense: Você compôs clássicos da bossa nova e MPB. Existe alguma composição em andamento?

Roberto Menescal: Composição não, mas nesse ano que todo mundo está reclamando, eu nunca trabalhei tanto. São muitas apresentações e produções musicais. Estarei fazendo a produção da cantora Maria Luíza em Florianópolis, que estará lançando seu CD. Ela canta muito bem. Recentemente também produzi o disco de um grande guitarrista chamado Andy Timmons [norte-americano]. Fomos inclusive capa da revista Guitar Player. Gosto de ter essa variedade de artistas, em vez de trabalhar com um só. Toco com Vandra Sá, Cris Dellanno, Leila Pinheiro, Marcos Valle, é muito variado.

OBlumenauense: É a primeira vez que se apresenta em Blumenau?

Roberto Menescal: Já vim outras vezes, mas não lembro o ano, só da Anita para frente [risos]. Mas estive recentemente também em Itajaí e cidades da serra catarinense.

Certa vez vim para Blumenau, mas não por causa da música. Gosto muito de plantas, em especial as bromélias. Além de cultivar há muitos anos, também estudo e vou atrás delas pelo mundo inteiro. Aqui em Blumenau, tinha uma espécie que estava há anos atrás e descobri que uma pessoa daqui tinha.

Quando estava na casa de meu filho que é engenheiro e mora em Florianópolis, liguei para essa pessoa, que me reconheceu e comentou que conhecia as plantas que eu tinha. Ele disse que só tinha esse exemplar, mas comentei que somente gostaria de vê-la. Acabei levando umas 20 plantas que eu sabia que ele não tinha. Ele ficou emocionado e acabou me dando a bromélia que hoje já se reproduziu.

OBlumenauense: Essa bromélia tem alguma característica em especial que daria para descrever?

Roberto Menescal: Sim, ela tem uma característica que é um defeito: albinismo. Na pessoa a gente não valoriza, mas na planta valoriza. Agora ela já se reproduziu e tenho umas 20 bromélias albinas, então devolvi um “filhote” para esse colecionador que me deu a original.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS