Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Elefante marinho está desde segunda (13/07) em praias de Balneário Camboriú e Itajaí

 

 

 

 

Fotos: André Barreto [Univali]

Praias de de Itajaí e Balneário Camboriú estão recebendo uma visita especial desde segunda-feira (13/07/20). Um elefante-marinho-do-sul tem sido visto descansando nas faixas de areia, um hábito comum e saudável durante o período migratório da espécie pelas águas do litoral brasileiro.

O mamífero, que também pode ser encontrado em costões rochosos, está sendo acompanhado por uma equipe da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).  Essa espécie de animal semiaquático vive tanto no ambiente marinho como costeiro.

 

 

Na quarta-feira (15),  ele foi visto pela última vez na Praia do Buraco. A área foi isolada para evitar a aproximação humana que pode gerar estresse no animal e impactar negativamente no seu estado de saúde. Por isso é fundamental respeitar o espaço e manter a distância apropriada.

O animal é um macho sub-adulto, com comprimento estimado em 3,5 metros e pesando cerca de 800 quilos.
Apresentava-se alerta à toda movimentação e ruídos, seguindo com frequência a origem do som com os olhos. Em breves momentos em que havia silêncio no local, o elefante descansava, chegando a ressonar.

 

 

Amostras biológicas foram coletadas para avaliar a saúde do mamífero, além de registradas frequências cardíacas de aproximadamente 65 batimentos por minuto e quatro movimentos respiratórios por minuto. As poucas marcas na pele são um sinal de que ainda não estava em fase reprodutiva, quando ocorrem as disputas entre os machos para acasalamento, que deixam marcas no corpo.

Vivem boa parte da vida no mar e são excelentes nadadores. Pesquisas recentes descobriram que alguns mergulhos de elefantes-marinhos-do-Sul podem durar cerca de duas horas, em profundidades de até 1,5 quilômetro, além de alcançarem uma velocidade de em média 8 quilômetros por hora.

 

 

Ao avistar um Pinípede (lobos, leões ou elefantes marinhos) lembre-se:

  • Não se aproxime do animal;
  • Não tente o fazer retornar ao mar;
  • Não o alimente;
  • Mantenha animais domésticos distantes;
  • Acione o PMP- BS pelo telefone 0800 642 3341 e informe o local de ocorrência

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos.

O objetivo é avaliar possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos encontrados mortos.

O PMP-BS é realizado desde Laguna (SC) até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. A Univali monitora o Trecho 4, compreendido entre Barra Velha e Governador Celso Ramos.

Com informações de Fernanda Vieira de Maria [Univali] 

 

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top