terça-feira, 18 janeiro 2022
InícioGeralConfederação Brasileira de Remo escolheu Blumenau para implantar projeto piloto

Confederação Brasileira de Remo escolheu Blumenau para implantar projeto piloto

Exemplo de modelo de remo adaptado que foi utilizado durante as olimpíadas

 

Na próxima segunda-feira (2/07/18), acontecerá o lançamento do “remo adaptado”, uma nova modalidade do Programa Paradesporto. A solenidade está marcada para iniciar às 9h na sede do Clube Náutico América, localizado na Rua 15 de Novembro, 74, no Centro. Blumenau foi a cidade escolhida pela Confederação Brasileira de Remo para ser o piloto de um projeto de formação paralímpica a longo prazo, denominado “Clube Formador Paralímpico”.

O coordenador da iniciativa e técnico da Seleção Brasileira de Remo, Fernando Carvalho Neto disse que fez uma pesquisa nos polos de remo existentes no Brasil e achou várias iniciativas em que Blumenau era destaque no paradesporto. Outro detalhe que chamou a sua atenção foi o engajamento do poder público e a identificação que a cidade tem com o Clube Náutico. “Então entendi que esse seria o local certo para começarmos” disse Carvalho. A intenção é que até o final do ano, a proposta possa ser replicada em outras regiões do país.

O projeto será realizado por meio da Secretaria de Educação (Semed) e da Fundação Municipal de Desportos (FMD), em parceria com a Confederação Brasileira de Remo, Clube Náutico América e Associação do Paradesporto de Blumenau (Apesblu).

Pela parceria, a confederação fornece os equipamentos para os treinos, como o barco completo, e dará o suporte de acompanhamento técnico dos professores, que serão mantidos pela Semed, entre eles o técnico e atleta Roque Zimmermann.

Ainda segundo Fernando, atletas com potencial participarão de eventos mundiais, custeados pela entidade, além de campings de treinamento com a Seleção Brasileira paralímpica para avaliações técnicas sem custo para o município. “O objetivo maior é oportunizar a participação desses talentos no esporte do remo e, com isso, formarmos seres humanos com autoestima elevada e com sonhos para o futuro”, afirmou o técnico.

As inscrições poderão ser feitas diretamente com o professor responsável pela modalidade, no próprio clube. Há vagas tanto para pessoas com deficiência em idade escolar, como para adultos. As aulas ocorrerão todos os dias à tarde, das 13h30 às 17h30.

“Essa é a realização de um sonho para todos nós. Já havíamos tentado implantar o remo, mas como o investimento era muito alto, tivemos que desistir. Essa parceria com a confederação nos possibilita agora realizar esse projeto, além de significar o reconhecimento do nosso trabalho a nível nacional”, concluiu a diretora do Paradesporto de Blumenau, Giselle Margot Chirolli.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS