domingo, 28 fevereiro 2021
Início Geral Ciclista descreve as dificuldades para retornar à residência onde estava em Rio...

Ciclista descreve as dificuldades para retornar à residência onde estava em Rio dos Cedros (SC)

 

 

 

 

A partir das 21h15 desta segunda-feira (17/08/20), vamos entrevistar o professor de educação física Ângelo Marcos Assaf, de 44 anos, que estava sendo procurado pela família da esposa. Assaf é natural do interior de São Paulo, mora no bairro Ponta Aguda, em Blumenau, e sua esposa nasceu em Rio dos Cedros (SC), cidade onde estava passando uns dias na casa dos sogros.

Por volta das 14h deste domingo (16), ele tinha terminado de fazer a manutenção na sua bike e decidiu dar uma volta saindo da localidade de Cedro Alto. Seu plano era seguir até a Rua Rio Milho, na localidade de Rio Cunha e retornar, porque na região tem muitas cachoeiras bonitas.

Depois de pegar informações durante o trajeto, ele seguiu em frente e acabou não percebendo a chegada da noite. O ciclista entrou por um trecho numa mata fechada, mas como já eram 18h30, achou arriscado continuar e começou a voltar pelo mesmo caminho.

 

 

“Tinha esquecido de levar minha lanterna e estava usando a luz do celular. Não sei se por sorte ou azar, a bateria acabou quando passava na frente de um curral de vacas que faz parte de uma fazenda, na região do Rio Milho. No local havia um foco de luz e decidi ficar ali até que clareasse o dia e pudesse voltar com segurança”, disse Assaf.

Preocupados com o não retorno de Angelo, a família da esposa informou os bombeiros, buscou informações em hospitais e informou a Polícia Militar. “Eles fizeram o correto, afinal não sabiam o que tinha acontecido comigo.Os bombeiros e a polícia militar chegaram próximo de onde estava, mas como tinha chovido e tinha muita lama, os veículos não conseguiam passar, somente se tivessem tração de 4×4 para subir”, descreveu.

Ângelo disse que não dormiu a noite toda preocupado com a família e também por estar em um lugar estranho, onde não sabia o que poderia acontecer. Assim que amanheceu, ele conseguiu voltar para a casa dos sogros sem problema.

 

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS