sábado, 23 janeiro 2021
- Propaganda -
Início Geral Celesc mobilizou 20 equipes para recompor o sistema elétrico em Blumenau
- Propaganda -

Celesc mobilizou 20 equipes para recompor o sistema elétrico em Blumenau

04:31

 

 

 

 

A Celesc divulgou uma nota na manhã desta quinta-feira (3/12/20) divulgando que em todo Vale do Itajaí, as cidades de Blumenau, Itajaí, Camboriú, Balneário Camboriú e Rio do Sul foram os mais atingidas com a falta de energia elétrica. No norte do estado, Mafra também teve avarias no sistema elétrico.

As subestações do bairro da Velha, em Blumenau, e a de Camboriú, estão sem energia neste momento. O temporal atingiu as Linhas de Transmissão (LTs)  de Itajaí Itaipava-Camboriú, Rio do Sul II-Ibirama, Rio do Sul (rede básica circuito 2)-Rio do Sul II.

As principais ocorrências são de queda de vegetação sobre as linhas de transmissão. Por volta das 10h, ainda havia  20.078 mil unidades consumidoras (UCs) sem energia na Regional da Celesc que tem como sua base Blumenau.

Equipes da Celesc estão nas ruas trabalhando para recompor o sistema, utilizando 14 veículos leves na Unidade e 4 caminhões. Somente em Blumenau, são 20 equipes, seis delas usam veículos pesados, já que é a cidade que estava com o maior número de imóveis sem energia: 13.866.

Segundo o sistema de monitoramento online da Celesc, os bairros que apresentavam mais problemas de abastecimento eram Velha (4.595), Água Verde (2.585), Passo Manso (2.772), Salto Weissbach (2.130), Velha Central (872), Salto (423), Escola Agricola (381), Itoupava Seca (47) e Ribeirão Fresco (28).

No estado, são 190 equipes em campo trabalham para recuperar o sistema elétrico das cidades atingidas. É importante registrar emergências na rede elétrica pelos canais oficiais de atendimento ao consumidor, o 0800 048 0196, o aplicativo da Celesc (iOS e Android), pelo site da Celesc ou ainda enviando um SMS para o número 48196 com a mensagem SEM LUZ e o número da sua unidade consumidora.

As fotos mostram a situação em Balneário Camboriú e Camboriú

 

 

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br
- Propaganda -  
 
 
 
 

MAIS LIDAS