segunda-feira, 18 outubro 2021
InícioAnimaisCasal que perdeu poodle após violento ataque de quatro pitbulls receberá indenização

Casal que perdeu poodle após violento ataque de quatro pitbulls receberá indenização

Um casal, proprietário de um cachorro da raça poodle, de pequeno porte, será indenizado após a morte do animal de estimação causada em ataque perpetrado por quatro cães da raça pitbull em Blumenau. O proprietário dos animais de grande porte pagará a quantia estimada em mais de R$ 11 mil, por danos morais e materiais.

Consta nos autos que os autores da ação passeavam com seu animal em frente à residência do dono dos pitbulls, que mantinha os quatro cães em seu terreno, em fevereiro de 2016. Ao avistar os pitbulls latindo, o curioso poodle foi até o portão, ocasião em que acabou puxado por um deles para dentro do local e foi atacado até a morte. O proprietário dos pitbulls imputou a culpa pela morte do animal de pequeno porte aos autores, pois garante que o local onde permanecem seus cachorros é seguro e incomunicável. Apontou também a falta de cuidado do casal como responsável pelo infortúnio.

O juiz Clayton César Wandscheer, titular da 2ª Vara Cível da comarca de Blumenau, observa não há alegação de ocorrência de força maior e que, no seu entender, a culpa da vítima não pode estar caracterizada pelo simples fato de seu cachorro estar lhe acompanhando sem guia. Tratava-se de cão de pequeno porte, da raça poodle, incapaz de gerar perigo à incolumidade pública.

A perda de um animal de estimação gera sentimentos de dor e angústia, semelhantes ao de um ente querido. Na hipótese dos autos, o sofrimento vivenciado pelo cão antes de sua morte, evidentemente, foi determinante para provocar maior tristeza aos autores“, cita o magistrado a respeito do inegável dano moral caracterizado.

O dono dos pitbulls foi condenado ao pagamento de R$ 1.165,00 a título de indenização por danos materiais – referente aos gastos com médico veterinário – e R$ 10 mil a título de indenização por danos morais. Aos valores serão acrescidos juros e correção monetária. Da decisão prolatada nesta semana (1/02), cabe recurso (Autos n. 0303448-11.2018.8.24.0008/SC).

Fonte: TJSC

MAIS LIDAS