quinta-feira, 9 dezembro 2021
InícioGeralBombeiros Voluntários de SC enfrentam tempestade durante buscas em Brumadinho (MG)

Bombeiros Voluntários de SC enfrentam tempestade durante buscas em Brumadinho (MG)

Foto: Bombeiros Voluntários de SC

 

Depois de uma quarta-feira (30/01/19) com intensas buscas em Brumadinho (MG), o comandante dos Bombeiros Voluntários de Indaial, Evandro Vinotti, que coordena a força tarefa dos Bombeiros Voluntários de SC, ainda descreveu brevemente as ações.

Quando as equipes chegaram no domingo (27), foram orientadas a aguardar por causa do risco de outro rompimento. Mas depois do risco descartado, o comandante da base de operações de buscas, Capitão Ranier, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, liberou a atuação dos catarinenses.

Durante todo dia foram realizadas diversas buscas e os bombeiros ainda enfrentaram um forte temporal, que causou a queda de árvores e postes na região atingida. Os bombeiros catarinenses resgataram os colegas mineiros que ficaram presos em uma determinada área.

“Somos muito gratos a todos que estão nos apoiando e estamos fazendo a nossa parte. Somos bombeiros, vivemos e treinamos para isso. Estar aqui é mais do que ajudar esse povo que precisa muito, porque também levamos uma grande experiência para usar em nossas unidades. Se algum dia uma região nossa precisar, espero que nunca aconteça, mas receberemos apoio para esse tipo de operação”, completou Evandro Vinotti.

 

 

A força tarefa é formada por 28 bombeiros voluntários das corporações de Indaial, Presidente Getúlio, Ibirama, Ilhota, São João do Itaperiú, Itaiópolis e Balneário Barra do Sul. Parte da equipe que foi a Minas Gerais é composta pela Unidade Arcanjo, força-tarefa permanente do CBV de Indaial que atua em desastres, criada em 2002.

Esse grupo trabalhou na tragédia do Morro do Baú, em Ilhota (SC), em 2008; no Haiti, após o terremoto que assolou o país em 2010; e nos resgates às vítimas dos deslizamentos de terra em Teresópolis (RJ), em 2011.

No sétimo dia de buscas por vítimas do desastre causado pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, as autoridades contabilizam 99 mortos e 259 desaparecidos. O mar de lama que tomou conta da região dificulta as buscas.

Os trabalhos de resgate começam diariamente, por volta das 4h, e vão até a noite. A barragem B6, com água, segue monitorada 24 horas, sem risco de rompimento. Um plano de contingência, entretanto, foi elaborado de forma preventiva.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS