Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Após o rastro de prejuízos e mortes deixados pelo ciclone, SC decreta calamidade pública

 

 

 

 

Santa Catarina ainda contabiliza o prejuízo causado pela passagem do ciclone extratropical, e suas assustadoras rajadas de vento de até 134 km/h, que deixaram um rastro de destruição nesta terça-feira (30/06/20). A Defesa Civil do estado registrou ocorrências em 121 municípios, além de nove mortes e duas pessoas desaparecidas.

Por isso o Governo do estado decidiu decretar estado de calamidade pública. A decisão foi anunciada pelo secretário da pasta, João Batista Júnior, para conseguir mais agilidade na hora de buscar recursos para recuperar os prejuízos e prestar ajuda humanitária às famílias atingidas.

 

Foto: Divulgação/ DCSC

 

Batista conversou com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, pedindo ajuda nos processos de repasse de recursos da União. Na tarde desta quinta-feira (2) está agendada uma reunião com o fórum parlamentar catarinense, composto por senadores e deputados, onde será avaliado o envio de auxílio ao Estado.

Mais de mil bombeiros militares, com o apoio de 380 viaturas, trabalharam para atender mais de 1,6 mil ocorrências, em especial quedas de árvores e placas. A Celesc contabiliza o maior dano da história na rede elétrica, que deixou um saldo de 1,5 milhão de unidades consumidoras sem luz no estado.

A operação para restabelecer o abastecimento envolve cerca de 1,3 mil funcionários, que teve como etapa inicial a retirada de material pesado que caiu sobre a rede. A previsão é de levar de dois a três dias em determinadas localidades.

 

Foto: Divulgação/ SAMU

 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atendeu 1.257 chamadas durante o ciclone nas oito macrorregiões de Santa Catarina. Destas, 503 atendimentos precisaram de Unidades de Suporte Avançado (USA) e Suporte Básico (USB).

Foi o caso de duas equipes da USB de Santo Amaro que se depararam com um acidente envolvendo um motociclista de 50 anos, perto da base do SAMU da região, no qual um poste caiu em cima da vítima. Os profissionais, Beatriz, Rosângela, Lucas, Jader e Alessandro, fizeram reanimação cardiopulmonar por aproximadamente 45 minutos – até conseguir reanimar o paciente. O Corpo de Bombeiros e a USA também estiveram no local.

Óbitos registrados até o momento:

– Chapecó: uma idosa, de 78 anos, vítima de queda de árvore;
– Santo Amaro da Imperatriz: um homem, atingido por fiação elétrica;
– Tijucas: 3 vítimas após desabamento de galpão;
– Ilhota: um homem de 59 anos;
– Governador Celso Ramos: um homem de 59 anos;
– Rio dos Cedros: um homem de 73 anos;
– Itaiópolis: mulher, 37 anos, vítima de queda de árvore.

Duas vítimas seguem desaparecidas, uma na cidade de Canelinha e outra na cidade de Brusque. Na cidade de Brusque, mergulhadores do CBMSC estão em busca de um homem que caiu de uma ponte pênsil.

 

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top