sexta-feira, 30 julho 2021
InícioCulturaNesta quinta-feira o Festival Audiovisual catarinense chega a Blumenau

Nesta quinta-feira o Festival Audiovisual catarinense chega a Blumenau

Festival de curta metragrem

Depois de Chapecó e Lages, chega a vez de Blumenau sediar o 2º FAÇA – Festival Audiovisual Catarinense nesta quinta-feira, dia 7 de novembro, no Cine Teatro Edith Gaertner, às 19h30. O evento tem como objetivo difundir, incentivar e premiar o que existe de melhor no audiovisual, com até 25 minutos, produzido em Santa Catarina ou por catarinenses resididos em qualquer lugar do mundo. A programação é toda gratuita e se estende até sábado, 9 de novembro, em dois horários, às 19h e às 21h.

Na abertura entra em cena o documentário convidado, Família no Papel, de Fernanda Friedrich e Bruna Wagner. O filme retrata as dificuldades e preconceitos encontrados por casais homoafetivos no caminho para adoção de crianças. Premiado em outros festivais, a obra tem duração de 52 minutos, foi rodada em diversas cidades brasileiras e produzida em Itajaí.

Para abrir as sessões competitivas, nas noites seguintes, além dos 21 filmes selecionados para a programação (ver lista completa no site www.faca.art.br), o público vai poder conferir o resultado das oficinas desenvolvidas na primeira edição do festival no ano passado – seis documentários que têm em média 5 minutos de duração. Três deles foram produzidos nas oficinas ministradas por Lallo Bocchino em Blumenau: Risco, Gaitas Hering e Cine Holetz.
Na última noite, durante a sessão das 19h, o cinéfilo e cineclubista Alvacir Ávila Santos, recebe o Prêmio FAÇA – Reconhecimento ao Mérito pela importante participação na construção da história da sétima arte em Blumenau. Em sua trajetória, montou na cidade o Cine Atlas, Cineclube Carlitos e o antigo cinema do Teatro Carlos Gomes. Alvacir levou ainda sua paixão pelo cinema a outras três cidades catarinenses, Florianópolis, Joinville e Balneário Camboriú, onde também foi dono de cinemas.

Ao todo foram inscritos 90 filmes nesta segunda edição do FAÇA, dos quais 21 foram selecionados para a mostra competitiva. Esses vão concorrer em quatro categorias, cada uma com um prêmio de R$ 5 mil. Melhor Ficção, Melhor Documentário e Melhor Animação – pelo Júri Oficial, e Melhor Filme – pelo Júri Popular. No time do Júri Oficial estão o cineasta paulista, Jeferson De, o gerente de marketing e projetos do Canal Brasil, André Saddy, e o diretor e um dos organizadores do festival gaúcho Cine Esquema Novo, Gustavo Spolidoro. “O FAÇA não é somente uma janela de exibição, mas uma oportunidade de intercâmbio entre realizadores e o público”, diz o coordenador do festival, Guto Lima. “Um dos objetivos é oportunizar ao público a chance de conhecer parte significativa da produção audiovisual catarinense e também interagir, escolhendo o curta que mais gostou”, comenta.

Oficinas gratuitas

Nesta segunda edição, ainda são oferecidas cinco oficinas gratuitas que acontecem simultaneamente ao evento: Documentário, ministrada por Lallo Bocchino; Roteiro e Direção, sob o comando de Ricardo Weschenfelder; Ideias Audiovisuais, orientada por Guto Lima; Oportunidades de Negócios Culturais, proferida por Carlos Eduardo Somaggio; e Introdução à Animação, articulada por Ana Ligia Becker.

Depois de Blumenau, o FAÇA faz seu encerramento em Florianópolis (20 a 23/11), onde ocorre a premiação. A programação do Festival é a mesma em todas as quatro cidades que sediam o evento. Entretanto, cada uma tem o seu homenageado local para receber o Prêmio FAÇA – Reconhecimento ao Mérito.

Texto: Sérgio Antonello

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS