quarta-feira, 12 maio 2021
Início Geral Acaprena promove caminhada noturna no Parque São Francisco

Acaprena promove caminhada noturna no Parque São Francisco

Foto: Lúcia Sevegnani
Foto: Lúcia Sevegnani

Um grupo de seis sócios da Associação Catarinense de Preservação da Natureza (Acaprena) esteve na noite da última segunda-feira (08/9) no Parque São Francisco, no centro de Blumenau, para uma experiência totalmente nova no contato com a natureza. Acompanhados pela professora doutora e presidente da entidade, Lucia Sevegnani, o grupo percorreu 800m do parque totalmente às escuras, numa caminhada ecológica que trouxe uma nova forma de visão do meio ambiente e dos animais a volta.

A experiência, segundo a professora, teve como intuito se livrar de todo e qualquer tipo de som, luz e ação produzida pelo ser humano, buscando o contato mais intenso possível com o meio-ambiente e com a fauna do local. “Vivemos numa sociedade barulhenta, artificial, louca. Por isso, uma caminhada como esta na mata, sentindo de forma extrema a natureza a sua volta, os odores, sons, tudo isto faz-nos desligar da vida dos centros urbanos e sentir a floresta de uma forma mais profunda”, afirma. Os sócios levaram lanternas que só seriam usadas em caso de última necessidade, o que, segundo a professora, não ocorreu.

Visitações e caminhadas noturnas em parques florestais não são novidade no Brasil e no mundo. Vários países também adotam esta atividade e dentro do país, outros locais como o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, e o Parque Chico Mendes, no Rio, são exemplos deste tipo de contato com a natureza. Em Blumenau, o ciclista e diretor social da Associação Blumenauense Pró-Ciclovias (ABC), Wilberto Boos, foi o primeiro a fazer esta experiência, descendo seis quilômetros do Morro Spitzkopf durante a noite.

Para a professora Lúcia, a experiência foi nova e inesquecível, ficando a promessa de repeti-la outras vezes. “Tanto tempo trabalhando com florestas e esta foi a primeira vez que tive este contato noturno com a natureza. Foi inesquecível para nós e pretendemos repetir esta caminhada mais vezes, desta vez com outros grupos de pessoas que nunca tiveram este contato intenso com a mata e os animais que o cercam”.

Acaprena

Fundada em 05 de maio de 1973 por iniciativa de um grupo de estudantes do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Regional de Blumenau (FURB), A Associação Catarinense de Preservação da Natureza (Acaprena) desenvolve trabalhos de educação ambiental e participa ativamente de grandes discussões e debates sobre o meio ambiente na cidade, estado e no país.

Presidida atualmente pela professora doutora Lúcia Sevegnani, a Acaprena tem como conquistas de destaque a criação de órgãos voltados ao meio-ambiente, como a Secretaria de Tecnologia e Meio Ambiente (SETMA), a Fundação de Amparo à Tecnologia e Meio Ambiente (FATMA), no governo estadual, e a Assessoria Especial do Meio Ambiente (AEMA) na Prefeitura Municipal de Blumenau.

Entre as ações desenvolvidas pela entidade estão a publicação de revistas e informativos, caminhadas, concursos fotográficos, reivindicação de direitos e comemorações, todas voltadas à preservação da fauna e flora de Blumenau.

via FURB | Texto: Aristheu Formiga – André Luiz Bonomini

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS