terça-feira, 30 novembro 2021
InícioEventosA mágica Natalina da iluminada casa dos Grodiski no bairro Itoupava Norte,...

A mágica Natalina da iluminada casa dos Grodiski no bairro Itoupava Norte, em Blumenau

 

 

Por Claus Jensen, com cobertura de Marlise Cardoso Jensen

O tempo ajudou e o acendimento das mais de 750 mil lâmpadas casa da família do eletricista Martin Grodiski, foi um sucesso. Um grande público prestigiou o evento na Rua Antonina, nº 163, no bairro Itoupava Norte, na região conhecida como Morro da Goiaba.

 

 

A partir das 18h deste sábado (24/11/18) as crianças já puderam aproveitar as camas elásticas colocadas na rua que estava interditada por causa do evento. Enquanto elas brincavam felizes, aproveitando sua inesquecível infância, as mães conversavam ao redor. Uma hora depois, a equipe de voluntários já tinha terminado os cachorros-quentes que eram servidos e estavam uma delícia.

 

 

O evento começou por volta das 20h30min com a bênção do Padre João Bachmann, que trouxe todo seu carisma e religiosidade. Logo depois, foram soltos fogos de artifício e iniciada a contagem regressiva para o acendimento das luzes. Foi uma explosão de alegria quando a casa virou uma estrela em Blumenau. Em seguida, o grupo Reis Magos de Luis Alves fez uma bela apresentação de Terno de Reis.

Segundo uma entrevista que fizemos com Grodiski, circulam em média desde a abertura e o encerramento do evento, sempre no Dia dos Reis (Magos), 6 de janeiro, entre 80 mil e 100 mil pessoas. É uma estimativa, já que não há um registro formal. Vem pessoas de todo país e do mundo. Param excursões de ônibus, artistas e jogadores de futebol também já o visitaram.

Essa paixão pelo Natal vem desde a infância de Martin que nasceu em Luis Alves. “Somos em nove irmãos. Quando a mãe sempre enfeitava a árvore de Natal, fazia em nove partes, a mais alta quem decorava era a filha mais velha. Eu era o segundo mais novo. Quando chegava o dia 24, antes do Papai Noel vir, nós rezávamos e cantávamos. Ganhávamos um simples doce de Natal e aquilo era um grande presente. Quando acendiam aquelas velinhas coloridas, aquilo preenchia nosso Natal”, lembra Grodiski.

Mais tarde quando fez o curso de eletrotécnica para trabalhar como eletricista, a paixão aumentou ainda mais. “Se aquela luzinha (vela) já dava um brilho, imagina uma iluminação de Natal de verdade com energia elétrica.Quando minha primeira filha tinha uns 8 meses, e eu percebi que ela também gostava, fiquei ainda mais motivado. Há 23 anos atrás, coloquei em torno de 2,5 mil lâmpadas pela janela, porta e chamou a atenção do meu vizinho” comentou o eletricista.

Confira a entrevista completa aqui:

 

 

Confira todo evento:

 

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS