terça-feira, 3 agosto 2021
InícioSem categoriaFURB participa do Outubro Rosa, Na luta contra o câncer de mama

FURB participa do Outubro Rosa, Na luta contra o câncer de mama

Monumentos históricos e prédios iluminados em tons de rosa e pontes pintadas na mesma cor são exemplos de apoio ao movimento mundial Outubro Rosa, que visa chamar atenção para o câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce. Este ano, a Universidade Regional de Blumenau (FURB) está preparando uma programação especial referente à campanha, iniciando na noite desta quarta-feira (9/10), com o acendimento das luzes na fachada do Bloco A e da árvore em frente à Biblioteca Universitária (Câmpus 1), às 19h. As luzes ficam acesas até 31 de outubro.

Na quinta-feira (10/10), serão distribuídas fitas cor de rosa em todos os câmpus da Universidade. Já no dia 21, toda a comunidade acadêmica está convidada a vestir camisetas cor de rosa.

 

Movimento

O Outubro Rosa é um movimento popular, realizado e comemorado em todo o mundo. Seu nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. A campanha começou nos Estados Unidos, onde vários estados realizavam ações isoladas referentes ao câncer de mama e mamografia no mês de outubro.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros, entre outros, surgiu posteriormente e foi uma forma prática para que o evento tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar à iluminação já existente.

“A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz com que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois se tornou uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo”, explica a assistente social e uma das organizadoras do evento na FURB, Andreia Martini Pilatti.

 

Problema

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom. Raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rapidamente e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.

 No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estados avançados.

 

Fonte: furb

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS