terça-feira, 30 novembro 2021
InícioGastronomiaZizi é o sonho realizado pelo filho, que se inspirou na gastronomia...

Zizi é o sonho realizado pelo filho, que se inspirou na gastronomia mediterrânea

 

Por Claus Jensen, com fotos de Marlise Cardoso Jensen

O endereço é tão nobre como a qualidade dos pratos que servem. Fomos convidados a conhecer o Zizi Bistrô, localizado no início da Alameda Rio Branco, Centro de Blumenau. A decoração é agradável, de bom gosto, e dá aquela sensação aconchegante de que estamos em casa.

 

 

Uma luz amena, nos convida para viver um momento, mais do que simplesmente conhecer um restaurante. O deck na frente é uma boa pedida para o verão, enquanto a área interna perfeita para o inverno. O espaço, é para até 50 pessoas, mas o ideal seria não passar das 35.

O dono do restaurante é Alexandre Buhaten F., filho de Zizi (Georgette Buhatem), nascida em Zahle, no Líbano. O nome do restaurante é inspirado na paixão que a mãe tinha pela cozinha e transferia nas receitas da gastronomia mediterrânea e árabe que preparava. O sonho dela, de abrir um restaurante, foi realizado por Alexandre, ou Alex como é conhecido. Esse texto é o resumo do que está escrito na primeira página do cardápio e termina “Querida mãe, o Le Zizi é nosso! Que o senhor esteja entre nós enquanto estivermos separados”.

 

Chef Suzana Wascheck e Maitre Diego Budag

 

Quem comanda a cozinha é a chef Suzana Wascheck, que já lecionou no curso de gastronomia da Furb. Um novo cardápio lançado em meados de agosto levou seis meses para ser elaborado. “Procuramos fazer pratos simples, mas bem saborosos. Usamos ingredientes com bastante demanda, como frutos do mar, em especial os polvos. O cardápio também ficou mais enxuto para aproveitarmos as oportunidades, seja em produtos novos ou de estação, com a facilidade de mudar” disse a chef.

 

 

O meu prato escolhido foi um grelhado de frutos do mar, com peixe da estação, lula, camarão, polvo, acompanhado de batatas rústicas e molho beurre blanc com vinho rosé. Segundo a chef, a entrada mais pedida é o queijo tomme vaudoise, feito com crosta de queijo, massa folhada e mel trufado. No prato principal, o polvo é o destaque, sendo um dos mais pedidos. Mas também tem o filet mignon simples com um molho muito gostoso acompanhado de batatas douradas.

Outro que experimentamos é o peixe em papillote, feito com posta de peixe do dia, batata baby, aspargos, alho poró, tomate cereja e azeite de oliva, assado em papelote. A apresentação é muito bonita, vindo embrulhado dentro de um papel, sem contar o sabor.

 

Peixe em Papillote,

 

Entre os segredos, está o fato de muitos produtos serem importados, como a farinha de sêmola que vem da Itália, o mel trufado, os pinolis, a tinta de lula que vai em um dos pratos, entre outros. Algumas hortaliças são colhidas na horta orgânica própria construída com canos de PVC na parede do estacionamento.

Vale destacar o excelente atendimento do maitre Diego Budag, que explica cada prato detalhadamente, aconselhando o melhor vinho. Enquanto conhecíamos o espaço, na mesa da frente estavam o casal de Pomerode, Letícia e Emerson Schiffer, que comemoravam seus 11 anos de casamento. “Queríamos algo diferente e viemos aqui por indicação”, disse Emerson.

 

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS