domingo, 9 maio 2021
Início Geral Zel, um macaco bugio que será adotado como mascote da Furb

Zel, um macaco bugio que será adotado como mascote da Furb

 

 

O Conselho Universitário (CONSUNI) da FURB aprovou na sessão de quinta-feira (18/10/18), o processo que a previa a adoção do Bugio como animal símbolo/mascote da Universidade. A sugestão é um reconhecimento à importância do Projeto Bugio, criado há 27 anos e que representa o diferencial da FURB que alia ensino, pesquisa, extensão e prestação de serviços.

O nome do mascote também foi aprovado: será “Zel”, uma homenagem à trajetória da professora Zelinda Hirano, idealizadora e coordenadora do Projeto Bugio, que divulga as pesquisas e o nome da FURB no Brasil e no mundo. Além de pesquisadora, ela é uma ativista pela causa do bugio-ruivo. Suas ações resultaram, em parceria com a Prefeitura de Indaial, na criação do Centro de Pesquisas Biológicas de Indaial (CEPESBI) e no Posto de Observação de Primatas do Morro Geisler, no centro de Indaial, bem como do Projeto de Campus Bugio da FURB, na cidade de Indaial.

Zelinda estava presente na sessão do CONSUNI, assim como alunos, bolsistas, professores e colaboradores do Projeto Bugio. E, logo após, a leitura do processo pelo relator professor João Natel Pollonio Machado, Zelinda fez uma apresentação sobre a trajetória do projeto. Ela apresentou dados que comprovam a importância destes estudos não só para a região do Vale do Itajaí, mas também para o mundo. Assim que o processo foi à votação, Zelinda não escondeu a emoção e satisfação por ter o trabalho reconhecido.

A criação do mascote apresentado na reunião foi feita pelo Studio Belli, de Rubens e Aline Belli, ambos egressos da FURB e que hoje são reconhecidos internacionalmente pelos trabalhos de criação de personagens. Aline e parte de sua equipe também estiveram na reunião para apresentar as ideias já desenvolvidas e as formas de uma possível divulgação do mascote.

 

O Projeto Bugio

O Projeto Bugio surgiu a partir de uma pesquisa feita para o Programa de Incentivo à Pesquisa- PIPe em 1991 e desde 1992 suas atividades são desenvolvidas no Centro de Pesquisas Biológicas de Indaial – CEPESBI e Observatório de Primatas do Morro Geisler por meio de um convênio entre o Município de Indaial e a Universidade Regional de Blumenau – FURB. Parte das atividades do Projeto Bugio está vinculada ao criadouro científico de fauna silvestre do CEPESBI. Atualmente o criadouro está localizado em área urbana de Indaial. Em 2014, o município de Indaial cedeu à FURB um imóvel de 83.625 m2, área dentro do Parque Municipal Ribeirão das Pedras.

Esta área destina-se a ampliação da estrutura física do Projeto Bugio e do Centro de Pesquisas Biológicas de Indaial, em parceria com a FURB. Esta ampliação permitirá uma melhoria na qualidade do atendimento de animais feridos, na qualidade de aulas práticas realizadas atualmente para os cursos de Medicina Veterinária e Ciências Biológicas e a ampliação e melhoria da qualidade das atividades de educação ambiental à comunidade local.

Outro processo também aprovado na reunião foi o Processo nº 027/2018 que trata da Proposta de Resolução que dispõe sobre as relações entre a FURB e as fundações de apoio e dá outras providências.

Fonte: Furb

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS